Taxas de juro no crédito à habitação sobe em junho pelo sétimo mês consecutivo

Taxas de juro no crédito à habitação sobe em junho pelo sétimo mês consecutivo

 

Lusa/AO online   Economia   22 de Jul de 2019, 10:44

As taxas de juro implícitas no crédito à habitação aumentaram ligeiramente em junho, para 1,081%, a sétima subida consecutiva, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

A taxa de juro implícita fixou-se em 1,081% em junho, mais 0,001 pontos percentuais que a taxa de maio (1,080%), revela o INE.

No mês em análise, o capital médio em dívida subiu 135 euros, fixando-se em 52.915 euros.

Já a prestação média vencida subiu um euro, para 247 euros, em junho, sendo que, deste valor, 48 euros (19%) correspondem a pagamento de juros e 199 euros (81%) a capital amortizado.

Os dados do INE revelam também que, nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro desceu de 1,394% para 1,267%, o que corresponde a uma quebra de 39 euros, para 292 euros, no valor médio da prestação.

Também no que diz respeito aos contratos celebrados nos últimos três meses, o montante médio do capital em dívida fixou-se em 99.750 euros, menos 768 euros do que em maio.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.