Açoriano Oriental
Taxa de inflação subiu para 1,98% em maio nos Açores

Depois de ter subido em abril, houve novamente um aumento do nível dos preços em maio nos Açores, desta vez para 1,98%

Taxa de inflação subiu para 1,98% em maio nos Açores

Autor: Rafael Dutra

A taxa de inflação homóloga subiu novamente na Região Autónoma dos Açores, fixando-se em 1,98%, de acordo com dados ontem divulgados pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA).

Segundo o gabinete de estatística regional, esta subida significa um acréscimo de 0,54 pontos percentuais da inflação na Região, em comparação com o mês anterior.

No país, a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi de 3,1% em maio, taxa superior em 0,9 pontos percentuais à observada no mês anterior, com base em dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

“Esta aceleração resulta essencialmente do efeito de base associado à redução mensal de preços registada em maio de 2023 (-0,7%), no seguimento da isenção de IVA num conjunto de bens alimentares, e, em menor grau, da aceleração de preços dos hotéis”, sustenta o instituto.

De acordo com o SREA, a taxa de variação média dos últimos doze meses, terminados em maio, do IPC “Total”, desceu para 2,68%.

Verificaram-se as maiores variações médias nas categorias “Restaurantes e hotéis” (6,93%), “Produtos alimentares e bebidas alcoólicas” (6,17%), “Comunicações” (5,18%) e “Saúde” (3,30%).

Por outro lado, a classe que apresentou a maior variação média negativa foi a do “Vestuário e calçado” (-2,42%).

A nível nacional, a taxa de variação média dos últimos doze meses foi de 2,56%, sendo que, excluindo do IPC os produtos alimentares não transformados e energéticos, a taxa de variação média foi 3,3% (3,5% no mês anterior).

Por sua vez, segundo o SREA,  a taxa de variação mensal  do  (IPC) “Total” de maio situou-se em -0,04% nos Açores, descendo 0,66 pontos percentuais em relação ao mês anterior.

Neste período, a classe “Restaurantes e hotéis”, com 2,14%, foi a que mais se realçou por ser mais alta, enquanto no sentido oposto realça-se a classe “Produtos alimentares e bebidas alcoólicas”, com -1,33%, informa o gabinete de estatística regional, nesta publicação emitida mensalmente.

Em termos mensais, o IPC apresentou uma variação de 0,2% em maio (0,5% no mês precedente e -0,7% em maio de 2023), a nível nacional.
Por seu lado, o INE indica que excluindo os produtos alimentares não transformados e energéticos, a variação do IPC foi de 0,3%, no país (0,6% no mês anterior e -0,3% em maio de 2023).

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados