Açoriano Oriental
Europeias
Tavares assume derrota em “noite triste” do Livre, apesar de crescimento

O porta-voz do Livre, Rui Tavares, assumiu a derrota do partido e, apesar de sublinhar o crescimento em relação às anteriores eleições europeias, considerou ser uma "noite triste".

Tavares assume derrota em “noite triste” do Livre, apesar de crescimento

Autor: Lusa/AO Online

"É uma noite triste para o Livre. Valorizamos o que conseguimos (…), mas há também frustração por não conseguir a eleição e uma derrota em que o Livre, com um resultado muito perto dos 4%, não consegue eleger", lamentou Rui Tavares.

O Livre recebeu 3,75% dos votos nas eleições europeias de domingo, segundo a Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, mas o resultado não foi suficiente para eleger o cabeça de lista, Francisco Paupério.

"É o tipo de resultado que, em qualquer cenário normal, nos permitiria estar aqui a fazer a festa. Infelizmente não estamos. É uma noite em que o Livre perde as eleições e eu quero assumir essa derrota", disse o porta-voz, perante dezenas de apoiantes no Teatro da Luz, onde o partido acompanhou a noite eleitoral.

Rui Tavares deixou, em particular, um agradecimento a Francisco Paupério e elogiou a campanha, considerando que o partido foi esclarecedor e, sabendo que “a Europa está numa encruzilhada muito difícil”, focou-se nas questões europeias.

Por outro lado, e sublinhando o crescimento do partido, que duplicou o número de votos em relação a 2019 e, em termos percentuais, obteve o melhor resultado de sempre, reconheceu que “há uma reflexão a fazer”.

A análise política dos resultados coube à outra porta-voz do Livre, Isabel Mendes Lopes, que defendeu que ficou claro que o partido continua num caminho de crescimento e de consolidação e que “a esquerda verde europeia em Portugal veio para ficar”.

“Esta consolidação é especialmente relevante neste cenário em que a extrema-direita, em Portugal, regride e mostra que o discurso de esperança é mesmo a melhor forma de combater e a extrema-direita”, argumentou.

Por outro lado, Isabel Mendes Lopes considerou que os resultados mostram igualmente a importância da convergência à esquerda para apresentar soluções ao país.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados