Subida do Santa Clara motivou obras de 500 mil euros no estádio

Subida do Santa Clara motivou obras de 500 mil euros no estádio

 

Lusa/AO Online   Futebol   7 de Nov de 2018, 15:34

O Governo dos Açores sublinhou esta quarta-feira que a subida do Santa Clara à I Liga motivou obras de 500 mil euros no seu estádio, que na época passada podia receber quatro mil pessoas e agora pode acolher dez mil.

"Foi possível mobilizar mais de meio milhão de euros que já foi investido" no Estádio de São Miguel, disse o secretário regional que tutela a pasta do Desporto, Avelino Meneses, falando aos jornalistas à margem de uma audição no parlamento açoriano, na Horta.

O estádio que recebe os jogos do Santa Clara estava licenciado para quatro mil espetadores quando o clube jogava na II Liga, "depois passou para oito mil e agora dez mil, isso tudo em função dos investimentos" feitos pelo executivo, dono do estádio, prosseguiu o governante.

Avelino Meneses garantiu ainda para 2019 o continuar de obras no estádio, nomeadamente no que refere ao espaço para a comunicação social, sobrelotado devido às exigências das transmissões televisivas dos jogos do clube açoriano.

Nas áreas da Educação e da Cultura, também geridas por Avelino Meneses, há investimentos "avultados" em matérias como o Parque Escolar da região e no dotar de "cada uma das ilhas de uma unidade museulógica de referência".

A proposta de Orçamento dos Açores para 2019 aponta um valor global de 1.604,8 milhões de euros e pretende ser, diz o executivo regional, um documento de "confiança" e "previsibilidade" no trajeto económico.

Dos mais de 1,6 mil milhões de euros do orçamento, um total de 205,6 milhões de euros respeitam a operações extraorçamentais e "prevê-se que as despesas de funcionamento dos serviços e organismos da administração regional atinjam os 887,5 milhões de euros, sendo financiadas quase integralmente pelas receitas próprias, que se estimam em 742,3 milhões de euros, o que corresponde a uma taxa de cobertura de 83,6%".

De acordo com a proposta do Orçamento, entregue no parlamento dos Açores na semana passada, é referido que o executivo socialista da região privilegia o crescimento económico "baseado no investimento e na criação de emprego, contribuindo de forma sustentada e adequada para o desenvolvimento económico e social da Região Autónoma dos Açores".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.