Sporting regressa às goleadas e está na 'final four' da Taça da Liga

Sporting regressa às goleadas e está na 'final four' da Taça da Liga

 

Lusa/AO Online   Futebol   30 de Dez de 2018, 12:12

O Sporting é o terceiro clube conhecido para a 'final four' da Taça da Liga de futebol, após goleada 4-1 ao Feirense, que lhe permitiu vencer o grupo D no desempate pela diferença entre golos marcados e sofridos.

Com o resultado hoje conseguido no estádio Marcolino dos Santos, em Santa Maria da Feira, o Sporting regressa ao registo de goleadas, apanágio da 'era Keizer', só quebrado para o campeonato em Guimarães. Junta-se aos já apurados Benfica e Sporting de Braga, quando só já falta encerrar as contas no grupo C.

Os 'leões' vinham, nesta competição, de uma derrota em casa com o Estoril e abordavam o jogo a precisar de vencer e manter favorável o saldo de golos face aos 'canarinhos', que à mesma hora defrontavam na Madeira o Marítimo.

Em caso de empate ou vitória 'fogaceira', era o Feirense a ganhar o grupo. Se o Sporting vencesse, podia dar-se um empate a três, a ser 'dirimido' por golos - o que de facto veio a suceder.

Anulado o Feirense (6-7 em golos), o Sporting (8-4) teve apenas de controlar o que fazia o Estoril (4-3) no Funchal. À medida que os minutos passavam, ficava mais claro que os 'leões' iam seguir para a final a quatro de Braga, para defenfer o título da última época.

O mote do regresso às vitórias dos 'verde e brancos' começou cedo, com o golo de Raphinha, aos cinco minutos, depois ampliado por Bruno Fernandes, aos 22, mas o Feirense relançou a incerteza no grupo com o 2-1, feito por Tiago Silva, aos 24, de grande penalidade.

Na segunda parte, acentuou-se a tendência atacante do Sporting, que chegou à goleada por 4-1, podendo no entanto ter marcado ainda mais.

Philipe Sampaio cometeu falta sobre Bas Dost na área e o árbitro assinalou grande penalidade, que seria convertida pelo avançado holandês, aos 60 minutos, para o 3-1. O último golo foi marcado pelo 'fogaceiro' Luís Machado, aos 67 minutos, quando tentava aliviar uma jogada do ataque dos visitantes.

No estádio do Marítimo, o Estoril mostrou de novo que milita na II Liga, mas está com 'futebol de primeira'. Não chegou à goleada, de que precisava para seguir em frente na prova, mas deu claramente para vencer, com o único golo da partida, de Sandro Lima, aos 16 minutos, de grande penalidade também.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.