Taça UEFA

Sporting de Braga apurado para a fase de grupos

Sporting de Braga apurado para a fase de grupos

 

Lusa/AO   Futebol   4 de Out de 2007, 22:41

O Sporting de Braga qualificou-se para a fase de grupos da Taça UEFA em futebol, ao golear em casa os suecos do Hammarby por 4-0, em encontro da segunda “mão” da primeira eliminatória
Um golo do futebolista Wender, obtido no primeiro minuto da segunda parte, abriu hoje o caminho para uma goleada do Sporting de Braga sobre o Hammarby (4-0), permitindo a presença do conjunto minhoto na fase de grupos da Taça UEFA.
Um triunfo de ouro para o Sporting de Braga, que assim salvou a honra do futebol português na Taça UEFA e repete a presença na fase de grupos da competição, onde, na última temporada, foi até aos oitavos-de-final.
Depois da derrota por 2-1, na Suécia, o conjunto de Jorge Costa fez o que lhe competia a jogar no seu reduto e resolveu a eliminatória com quatro golos sem resposta, através de Wender (46), Jorginho (68), Linz (80), este na conversão de uma grande penalidade, e Hussaine (93).
O Braga iniciou o encontro sem o "habitual" João Pinto, lesionado, e para o seu lugar entrou Zé Manel, enquanto os suecos não puderam contar com Hekkestrom, o habitual guarda-redes titular, igualmente devido a lesão.
Com apenas um empate nos últimos cinco jogos disputados - para três competições - e a precisar apenas de um golo para virar a eliminatória a sua favor, o técnico Jorge Costa apostou numa equipa ofensiva para este encontro, mas a verdade é que os suecos, seguros na defesa, foram retardando o golo na sua baliza e "segurando" a eliminatória... até ao intervalo.
O lateral esquerdo César Peixoto foi o mais rematador da equipa bracarense durante a primeira parte e, no minuto inicial, já testava o seu forte pontapé com um remate ao lado.
Os primeiros 10 minutos foram de pressão constante do Braga, que remeteu os suecos para o seu meio-campo, enquanto os visitantes só reagiram a partir dessa altura e chegaram mesmo ao golo, após um pontapé de canto, mas o árbitro assinalou falta de Traoré sobre Dani Mallo.
Aos 16 minutos, Zé Manel testou a atenção do intranquilo e jovem guarda-redes sueco e, no minuto seguinte, serviu César Peixoto que, de fora da área, rematou forte, mas a bola saiu um pouco sobre a barra.
A segunda parte foi totalmente diferente e para isso muito contribuiu o golo de Wender no primeiro minuto, com um remate em habilidade, fora do alcance do guarda-redes sueco.
A partir daqui tudo foi diferente, até porque Zengin, no minuto seguinte, com a baliza à sua mercê, atirou ao lado, naquela que foi a última oportunidade de golo dos suecos.
Aos 55 minutos, o central Traoré ainda evitou o segundo golo, mas a pressão do Braga era constante e Hussaine, acabado de entrar na área, cruzou da esquerda para Jorginho, que, de cabeça, fez o 2-0, aos 68 minutos, e acabou com a resistência do Hammarby. 
O mesmo Hussaine, aos 72 minutos, ainda atirou sobre a barra e, aos 80, foi apontada uma grande penalidade por carga sobre o irrequieto Hussaine na área dos suecos. 
Chamado à conversão, Linz elevou para 3-0 e "arrumou" com a eliminatória, aos 80 minutos. 
No entanto, Hussaine, a aposta de Jorge Costa para os últimos minutos, ainda teve tempo para, "em cima da hora", fechar a goleada (4-0).
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.