Sonae Sierra cria provedor para tratar das sugestões e queixas da empresa


 

Lusa / AO online   Economia   27 de Nov de 2007, 18:01

A Sonae Sierra anunciou hoje ter criado, no âmbito da sua responsabilidade corporativa, a figura do provedor, que receberá e tratará, de uma forma independente, notificações, sugestões e queixas relacionadas com a actividade da empresa.
De acordo com um comunicado enviado pela especialista em centros comerciais do grupo Sonae, o provedor assegurará que "todas as solicitações serão processadas, investigadas e, sempre que possível, corrigidas".

Tratando-se de um cargo totalmente independente do conselho de administração, explica a Sonae Sierra, o provedor disporá de todos os meios e da necessária margem de manobra ao desempenho da sua actividade, sendo-lhe também assegurado, nomeadamente, "o total acesso à informação disponível sobre a empresa".

O "Provedor Sierra", conforme é designado, poderá assim agir no caso de existirem comportamentos abusivos quer por parte da empresa ou dos seus colaboradores, quer de qualquer entidade que esteja ligada à actividade da Sonae Sierra.

Para desempenhar pela primeira vez este cargo, cuja criação se enquadra no esforço de desenvolvimento da estratégia de responsabilidade corporativa da empresa, foi escolhido Danilo Picolo.

De acordo com a empresa, trata-se de um gestor "com uma longa carreira no grupo Sonae e detentor de uma vasta experiência na área dos centros comerciais, a qual constituirá, certamente, uma mais-valia para o bom desempenho da sua missão".

Segundo o presidente da Sonae Sierra, Álvaro Portela, citado na nota, caberá também ao "Provedor Sierra" a importante tarefa de promover o código de conduta da empresa, "procurando disseminar e partilhar os seus princípios éticos junto de todos os 'stakeholders'".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.