Sócrates defende Estatuto dos Açores


 

Lusa/AOonline   Nacional   26 de Out de 2008, 10:10

O primeiro-ministro, José Sócrates, declarou que as palavras do Presidente da República, Cavaco Silva, sobre o Estatuto Político-Administrativo dos Açores foram tidas em conta pelo PS na elaboração da segunda versão da lei.
“As palavras do Presidente da República foram tidas em conta”, declarou José Sócrates, em entrevista ao jornal Diário de Notícias e à rádio TSF hoje divulgada.

    Segundo o primeiro-ministro e secretário-geral do PS, “as alterações que foram feitas no Estatuto dos Açores foram alterações que derivaram da retirada das partes inconstitucionais e também das observações que foram feitas pelo Presidente da República”.

    Depois da primeira versão do Estatuto dos Açores ter sido vetada por conter inconstitucionalidades, às quais Cavaco Silva acrescentou críticas de natureza político-institucional, a segunda versão do diploma aguarda promulgação ou veto por parte do Presidente da República.

    Apesar das discordâncias em relação ao Estatuto dos Açores e ao novo regime jurídico do divórcio, José Sócrates considerou que a relação com o Presidente da República “está excelente”.

    “Nós temos hoje uma relação institucional – e uma relação pessoal, pode dizer-se – muito boa”, disse o primeiro-ministro.

    “O que eu vejo no Presidente da República, nas atitudes do Presidente da República, é sempre uma vontade de ter uma cooperação institucional sem mácula e uma vontade de contribuir para resolvermos os problemas do país”, elogiou José Sócrates.

    “O respeito institucional, a relação pessoal entre dois órgãos de soberania não pressupõe que ambos pensemos exactamente o mesmo sobre todos os temas políticos. O que os portugueses esperam de nós, de mim e do senhor Presidente da República, é que tenhamos uma cooperação política que responda aos problemas do país”, defendeu.

    Segundo José Sócrates, ambos procuram responder aos problemas do país e haver pontos de vista diferentes “só acrescenta ao respeito mútuo”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.