Saúde

SNS com um buraco acumulado de 330,1 milhões de euros

SNS com um buraco acumulado de 330,1 milhões de euros

 

Lusa/AOonline   Economia   13 de Nov de 2008, 17:11

O Serviço Nacional de Saúde fechou o exercício de 2007 com um buraco acumulado de, pelo menos, 330,1 milhões de euros, o que traduz um agravamento de 154,1 milhões de euros (87,5 por cento) face ao inicialmente previsto.
Há um ano, aquando da apresentação da execução financeira do SNS no âmbito da discussão da proposta de Orçamento do Estado para 2008, o Ministério previa chegar ao final de 2007 com um défice acumulado de 176 milhões de euros. Nos mapas agora apresentados, no âmbito do OE 2009, o saldo acumulado negativo ascende já aos 330,1 milhões de euros.

    Em relação ao saldo do exercício, o Ministério da Saúde - na altura ainda liderado por Correia de Campos - previa atingir um "lucro" de 10 milhões de euros. Os dados a que a Agência Lusa teve agora acesso indicam que afinal, o SNS fechou o ano de 2007 com um prejuízo de 51,2 milhões de euros.

    Em declarações na altura à Lusa, o secretário de Estado da Saúde, Francisco Ramos, chegou a afirmar até que tinha "a perspectiva de fazer melhor, tendo em conta os dados" que dispunha em relação à execução financeira do SNS.

    Para este ano, o Ministério prevê um saldo do exercício positivo de 11,6 milhões de euros, e um acumulado negativo de 127,8 milhões de euros. Há um ano, as estimativas para 2008 apontavam para um prejuízo do exercício de 61 milhões de euros, e um défice acumulado de 259,6 milhões de euros.

    Para 2009, no entanto, os dados agora conhecidos apontam para uma nova deterioração das contas do SNS: saldo do exerício negativo de 98 milhões de euros; e um défice acumulado de 218 milhões de euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.