Açoriano Oriental
Sindicato de pescadores dos Açores quer ativação automática do Fundopesca

O Sindicato Livre dos Pescadores, Marítimos e Profissionais Afins dos Açores defendeu hoje a ativação automática do Fundopesca (destinado a compensar os pescadores), devido às condições do estado do mar e à pandemia da covid-19.

Sindicato de pescadores dos Açores quer ativação automática do Fundopesca

Autor: Lusa/AO Online

Em comunicado de imprensa, o sindicato assinala que, “no âmbito da pandemia” e das “condições de mau tempo das últimas semanas”, que obrigaram à “paragem temporária de embarcações”, justifica-se a “ativação automática do Fundopesca”.

O Fundopesca foi criado em 2002 pelo Governo Regional com o objetivo de atribuir uma compensação salarial aos pescadores dos Açores em determinadas situações que os impeçam de exercer a sua atividade.

O sindicato defende que as condições necessárias para ativar o Fundopesca encaixam-se “perfeitamente na situação” atual, em que os pescadores estão “extremamente condicionados e cujos rendimentos são cada vez mais baixos”.

O Sindicato Livre dos Pescadores, Marítimos e Profissionais Afins assinala ser “urgente” a alteração do conselho administrativo da Fundopesca, devido à “mudança de Governo dos Açores”, ocorrida em 24 de novembro, com a tomada de posse de José Manuel Bolieiro, do PSD, como novo presidente do executivo açoriano.

“É preciso mais investimento na pesca, no setor e nos pescadores. Fazer desta profissão algo muito digno, sem mais discriminações ou estigmas, na qual seja aprazível exercê-la”, lê-se no comunicado de imprensa.

PUB
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.