Simulador reproduz condução para testar segurança


 

Lusa / AO online   Internacional   26 de Nov de 2007, 13:52

Um novo simulador automóvel, apresentado no Japão, permite testar sistemas de segurança dos veículos numa abóbada gigante, que gira, abana e desliza num trilho, para proporcionar as sensações de condução nas estradas reais.
Na demonstração realizada no centro tecnológico da Toyota, a abóbada gigante, que pesa 78 toneladas, moveu-se ao longo de um edifício com 35 metros de comprimento.

Dentro da abóbada, de quatro metros e meio de altura e sete metros de diâmetro, estava um automóvel para simular todas as situações reais da condução - aceleração, vibração e som.

Os lados internos da abóbada mostra gráficos gerados por computador a 360 graus de estradas e paisagens, completas com sinais, peões, lojas e o distante Monte Fuji, e todos sincronizados com a condução.

Quando um condutor trava, a abóbada inclina-se para a frente para dar a sensação da paragem e ao virar a direcção a abóbada gira para simular o movimento da curva.

Representantes da Toyota disseram que o simulador é útil para testar sistemas de segurança como sinais de aviso sobre viaturas que se aproximam sem pôr em perigo os condutores.

A máquina também será útil para analisar estados de sonolência e intoxicação que afectam a condução.

A grande interrogação sobre como fazer carros seguros é perceber o cérebro outros aspectos do comportamento humano, questões que simulador irá ajudar a resolver, afirmou o vice-presidente executivo Kazuo Okamoto.

Outros construtores automóveis desenvolveram simuladores de condução, mas tendem a ser estáticos, dando o efeito de condução através abanões e solavancos, com imagens apenas num ponto.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.