Açoriano Oriental
Sentença do julgamento criminal de Trump em Nova Iorque adiada para 18 de setembro

A sentença do julgamento criminal do ex-presidente Donald Trump por falsificação de registos comerciais em Nova Iorque foi adiada, passando de 11 de julho para 18 de setembro, segundo documentos judiciais.

Sentença do julgamento criminal de Trump em Nova Iorque adiada para 18 de setembro

Autor: Lusa/AO Online

A notícia surge depois de os procuradores de Manhattan terem concordado com o pedido da equipa jurídica do ex-presidente para adiar a sentença criminal, para que o juiz responsável pelo caso possa estudar se uma decisão recente do Supremo Tribunal norte-americano pode afetar a sentença do magnata.

A leitura da sentença de Trump, que no final de maio se tornou o primeiro ex-presidente dos Estados Unidos a ser considerado culpado num julgamento criminal por 34 acusações de falsificação de registos comerciais relacionados ao pagamento de subornos a uma atriz pornográfica, estava marcada para 11 de julho.

No entanto, na segunda-feira, os advogados do ex-presidente pediram o adiamento da sentença, citando uma recente decisão do Supremo Tribunal de conceder imunidade parcial aos ex-presidentes.

Na segunda-feira, o Supremo Tribunal decidiu pela primeira vez que os ex-presidentes têm ampla imunidade judicial, numa decisão que foi considerada uma tábua de salvação para Trump, com vários julgamentos pendentes. 

Embora o caso de Nova Iorque se concentre em atos que Trump cometeu enquanto candidato presidencial, em 2016, e não como Presidente, os advogados do magnata argumentam que os procuradores construíram o caso com base em provas obtidas durante o seu mandato presidencial e, por isso, deveriam ter sido excluídas do julgamento devido às proteções de imunidade, que agora foram confirmadas pelo Supremo.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados