Açoriano Oriental
Secretário de Estado do Vaticano em Fátima na peregrinação de outubro de 2016
O secretário de Estado do Vaticano vai presidir à peregrinação internacional aniversária de outubro de 2016 ao Santuário de Fátima para preparar a visita do papa em maio do ano seguinte, afirmou hoje à agência Ecclesia o bispo de Leiria-Fátima.
Secretário de Estado do Vaticano em Fátima na peregrinação de outubro de 2016

Autor: Lusa

“Tínhamos feito o convite e ele ter-se-á aconselhado com o papa, que lhe terá dito ‘vais abrir o caminho, vai como precursor’”, declarou António Marto, em Roma, Itália, no fim da visita “ad limina”, que hoje terminou.

Segundo António Marto, o cardeal Pietro Parolín, número dois da hierarquia da Igreja Católica, disse nunca ter visitado o santuário português.

“Ele disse-me ‘vou de certo modo egoisticamente, porque é a primeira vez que vou a Fátima. Nunca lá estive e tenho desejo profundo de conhecer’”, adiantou o bispo da Diocese de Leiria-Fátima.

Já a peregrinação internacional aniversária de 12 e 13 de maio do próximo ano vai ser presidia pelo cardeal-patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, referiu António Marto.

A visita “ad limina” é a visita que cada bispo diocesano deve fazer a Roma, o que geralmente acontece de cinco em cinco anos e por conferência episcopal, na qual apresenta ao papa o relatório sobre o estado da respetiva diocese e da Igreja no seu país.

No encontro dos bispos de Portugal com o papa, esta semana, Francisco expressou novamente a vontade de ir a Fátima.

Para António Marto, o papa “tem mesmo um desejo profundo, interior, de ir a Fátima, em maio de 2017”.

O centenário dos acontecimentos de 1917 na Cova da Iria e a relevância do Santuário de Fátima foram temas que marcaram a visita “ad limina”, que decorreu esta semana, onde vários prefeitos das congregações do Vaticano sublinharam a sua importância, acrescentou António Marto à agência Ecclesia.

O papa Francisco confirmou, no dia 25 de abril, ao bispo de Leiria-Fátima, que tenciona deslocar-se a Fátima em 2017, quando se assinala o centenário dos acontecimentos na Cova da Iria, revelou a diocese portuguesa.

Numa informação enviada à agência Lusa nessa data, a diocese anunciou que, em audiência privada, em Roma, o papa Francisco confirmou a António Marto que, “‘se Deus [me] der vida e saúde’ quer estar na Cova da Iria para celebrar o centenário das aparições de Fátima”.

“Depois de ter recebido já vários convites, é a primeira vez que Francisco afirma de forma explícita este desejo de vir a Fátima, autorizando a divulgação pública da sua intenção”, destacou a diocese.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.