Sarkozy recusa legalização maciça de imigrantes

Sarkozy recusa legalização maciça de imigrantes

 

Lusa / AO online   Internacional   24 de Nov de 2009, 17:11

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, recusou esta terça-feira qualquer regularização em larga escala de imigrantes ilegais, numa altura em que decorre uma greve de trabalhadores nesta situação em várias empresas francesas.
Desde 12 de Outubro, mais de 5 mil trabalhadores em situação ilegal em França estão em greve, em particular na região de Paris, para pedir a regularização da sua permanência no país.

"Enquanto for Presidente da República, não vou aceitar uma regularização global dos que não têm documentos (de permanência no país), nunca o aceitarei porque é contra a ideia que tenho dos valores da República", afirmou Sarkozy numa deslocação a Perreux-sur-Marne, nos arredores de Paris.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.