Conflito

Sarkozy quer deslocar-se à Rússia e Geórgia para ajudar a resolver o conflito


 

Lusa/AO online   Internacional   1 de Set de 2008, 11:46

O Presidente francês, Nicolas Sarkozy, quer deslocar-se novamente à Rússia e à Geórgia para ajudar a resolver o conflito entre os dois países, afirmou o primeiro-ministro François Fillon.
Sarkozy "vai propor aos seus homólogos europeus um certo número de iniciativas, e ele próprio irá às capitais russa e georgiana para fazer avançar a paz", disse Fillon, em entrevista à rádio Europe 1.

    A França, que detém a presidência rotativa da União Europeia (UE) até Dezembro, convocou para hoje uma cimeira extraordinária, que se realizará em Bruxelas.

    "A mensagem mais forte que a Europa enviar é uma mensagem de unidade", disse Fillon.

    "Esperamos conseguir que a União Europeia responda a uma só voz ", adiantou.

    O chefe de governo francês reafirmou que Paris se opõe à imposição de sanções contra Moscovo e referiu a ineficácia da linha mais dura adoptada pelos Estados Unidos desde o início da crise.

    "A Rússia é um grande país, uma grande potência que foi de certa forma humilhada nos últimos 20 anos", considerou, concedendo que "o despertar talvez seja um pouco brutal".

    "Cabe-nos agora a nós encontrar, juntamente com a Rússia, a via do diálogo", concluiu Fillon.

    Sarkozy deslocou-se a 12 de Agosto a Moscovo e a Tbilissi para negociar um acordo de cessar-fogo, composto por seis pontos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.