Açoriano Oriental
Covid-19
Santuário do Fátima vai reunir-se com Ministério da Saúde

Os responsáveis pelo Santuário de Fátima vão reunir-se com o Ministério da Saúde “o mais rapidamente possível”, disse o secretário de Estado da Saúde, destacando a ”preocupação acrescida” da instituição com os aglomerados de pessoas no recinto.

Santuário do Fátima vai reunir-se com Ministério da Saúde

Autor: Lusa/AO Online

“Já chegou um pedido de reunião ao gabinete por parte da instituição, o que revela bem a preocupação acrescida e com certeza que reuniremos o mais rapidamente possível”, disse António Lacerda Sales na conferência de imprensa regular de atualização dos números da covid-19 em Portugal, depois de ter sido questionado sobre o aglomerado de pessoas que esteve no domingo no Santuário de Fátima.

O acesso ao Santuário de Fátima, no concelho de Ourém, foi bloqueado no domingo quando o complexo religioso atingiu a lotação máxima permitida no contexto da pandemia de covid-19, disse a porta-voz da instituição.

O secretário de Estado afirmou que a igreja católica teve, num passado recente, “um comportamento exemplar e de diálogo constante e permanente com as autoridades de saúde”.

“Estou convencido que o que se passou ontem [domingo] foi que a instituição não estaria com certeza à espera, porque não era habitual em outros anos, ter tanta gente e provavelmente quando se apercebeu do número de pessoas bloqueou as entradas. A própria instituição já veio reconhecer este facto”, sublinhou.

O secretário de Estado disse ainda ser importante que no próximo dia 13 de outubro, quando se realiza mais uma peregrinação, a instituição esteja “devidamente prevenida e preparada”, devendo programar essa data “de forma a garantir a segurança da comunidade e a respeitar a Direção-geral da Saúde”.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.