Sanções internacionais não afetam programa nuclear iraniano


 

Lusa/AO online   Internacional   20 de Nov de 2012, 17:02

As sanções internacionais contra o Irão não têm efeito no controverso programa nuclear iraniano, afirmou esta terça-feira o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), o japonês Yukiya Amano.

"Estamos a vigiar as atividades das instalações nucleares no Irão e não vemos qualquer efeito", afirmou aos jornalistas. "Por exemplo, a produção de urânio enriquecido a cinco e a 20 por cento prossegue a um ritmo constante", acrescentou.

O chefe da AIEA, que se reuniu na segunda-feira com o presidente francês, François Hollande, disse ainda que é "muito difícil prever" eventuais progressos nas próximas conversações entre a AIEA e o Irão, previstas para 13 de dezembro, em Teerão.

Os países ocidentais e Israel acusam o Irão de tentar desenvolver armas nucleares, o que Teerão nega.

Na quarta-feira, os seis países que mantêm conversações com o Irão (Estados Unidos, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha) devem reunir-se em Bruxelas para um ponto de situação sobre o assunto.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.