Rússia levanta embargo à carne britânica 26 anos depois


 

Lusa/AO online   Internacional   22 de Nov de 2012, 15:28

A Rússia decidiu esta quinta-feira levantar o embargo à importação de carne de vaca e de borrego do Reino Unido, decretado há 26 anos devido à epidemia de doença das vacas loucas, informaram as autoridades de saúde.

“Autorizamos as importações de carne, depois de uma longa pausa”, disse um porta-voz da agência federal de veterinária russa Rosselkhoznadzor.

A decisão foi tomada após uma reunião entre representantes desta agência, dos serviços veterinários britânicos e da união aduaneira entre a Rússia, Bielorrússia e Cazaquistão.

Segundo a agência noticiosa Interfax, o embargo foi decidido em 1986 devido à epidemia de encefalopatia espongiforme bovina (BSE), comummente designada por doença das vacas loucas.

A medida é “um primeiro passo para o reinício das trocas comerciais”, afirmou o diretor dos serviços veterinários russos, Serguei Dankvert, citado pela agência russa.

Dankvert explicou que, este ano, a doença só foi detetada em duas vacas no Reino Unido, contra 37 em 2008 e “centenas” há dez anos.

“Os números mostram que a situação está sob controlo. O importante é que todos os animais nascidos antes de agosto de 1996 sejam retirados da cadeia alimentar”, disse.

A doença de Creutzfeldt-Jakob, variante humana da BSE, fez mais de 200 mortos em todo o mundo, principalmente no Reino Unido. A doença caracteriza-se por uma degeneração do sistema nervoso central que acaba por levar à morte.

Segundo os estudos científicos, a BSE ter-se-á propagado através de farinhas animais utilizadas nas rações de gado, produzidas a partir de animais infetados.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.