Romance de José Rodrigues dos Santos chega a Hollywood


 

Lusa/AO online   Nacional   5 de Dez de 2007, 16:24

O terceiro romance de José Rodrigues dos Santos, "O Codex 632", vai poder ser adaptado ao cinema nos Estados Unidos, ao abrigo de um acordo alcançado entre o escritor, a Gradiva e um agente cinematográfico norte-americano.
   Ao abrigo do acordo, a empresa Gotham Group, com sede em Los Angeles (Califórnia), obteve os direitos de representação do livro, que será posto à venda nos EUA em 01 de Abril de 2008, disse hoje à agência Lusa fonte da Gradiva, actual editora do escritor e jornalista.

    O Gotham Group - que representa realizadores, produtores, argumentistas e escritores - trabalha com autores das principais editoras americanas e produtoras de cinema de Hollywood, designadamente a Paramount Pictures, a Twentieth Century Fox e a Universal Pictures, entre outras.

    Em Abril passado foi anunciado que o romance de estreia de Rodrigues dos Santos, "A Ilha das Trevas", editado em 2002 pela Temas & Debates, será adaptado ao cinema pelo realizador Leonel Vieira, que assumirá também a produção do filme.

    Trata-se de um projecto para cinco anos que envolverá entre cinco e sete milhões de euros, e, por contar a história de uma família timorense durante a anexação indonésia de Timor-Leste, o realizador planeia rodar o filme naquele país e envolver a Austrália e o Reino Unido na produção.

    "O Codex 632" vai ser publicado nos Estados Unidos sob a chancela da William Murrow, uma das principais editoras da HarperCollins, e será posto à venda nas livrarias dos grupos Barnes&Noble e Borders, as duas principais cadeias livreiras dos Estados Unidos.

    "O Codex 632", lançado em 2005, iniciou uma trilogia que tem em comum a mesma personagem principal, Tomás Noronha, e cujo último livro, "O Sétimo Selo", sobre a problemática do aquecimento global e do esgotamento a prazo dos combustíveis fósseis, foi lançado em Outubro.

    Com mais de 115.000 exemplares vendidos e recentemente lançado no formato de audiolivro, "O Codex 632", baseado em factos históricos, ficciona em torno da possibilidade de Cristóvão Colombo ser português, apoiando-se em lacunas no percurso do navegador.

    Além destes livros, José Rodrigues dos Santos publicou os romances "A Filha do Capitão" (2004) e "A Fórmula de Deus" (2006).

    Além de escritor, José Rodrigues dos Santos é jornalista pivot da RTP, actividade pela qual é mais conhecido do grande público, e também professor da Universidade Nova de Lisboa, sendo doutorado em Ciências da Comunicação.

    Nasceu em 1964 em Moçambique e iniciou a carreira de jornalista em 1981, na Rádio Macau. Trabalhou na BBC, em Londres, de 1987 a 1990, e no ano seguinte começou a apresentar o Telejornal da RTP. Foi colaborador da CNN entre 1993 e 2002, e é um dos jornalistas portugueses mais premiados, galardoado com dois prémios do Clube Português de Imprensa e três da CNN, entre outros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.