Açoriano Oriental
Açores/Eleições
Rio diz que PS aproveita “emprego público” para ganhar votos

O presidente do PSD, Rui Rio, disse que o Governo dos Açores aproveita o “emprego público”, que é “muito grande” na região, para “pressionar as pessoas” a votarem no Partido Socialista.

Rio diz que PS aproveita “emprego público” para ganhar votos

Autor: Lusa/AO Online

“Há um emprego público muito grande aqui na Região Autónoma dos Açores, nomeadamente ligado ao Governo Regional e o Governo Regional joga com isso para tentar pressionar as pessoas a votarem no PS”, declarou Rui Rio.

O líder social-democrata falava aos jornalistas após uma reunião na Câmara Municipal da Madalena, no Pico.

Rui Rio, acompanhado pelo presidente do PSD/Açores, José Manuel Bolieiro, está em visita aos Açores, no âmbito das eleições regionais de 25 de outubro.

O presidente do PSD respondia às declarações do presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro, que disse que Rui Rio está a fazer "passar os açorianos por tolos", ao dizer que é necessária alternância política na região, quando os sociais-democratas governam a Madeira há 44 anos

Rui Rio recordou que nas últimas eleições da Madeira o PSD perdeu a maioria absoluta “apesar de uma governação muito bem feita” e teve de se coligar com o CDS para assegurar a solução governativa.

“Apesar de uma governação muito bem feita há sempre um desgaste. Ora uma governação bem feita, que também não é o que acontece aqui”, disse, referindo-se à governação socialista da região.

Rio reiterou que ao “fim de 24 anos” de governo do PS nos Açores era “saudável” que existisse uma “renovação”.

“Em todo o lado, em particularmente aqui nos Açores, o excesso de poder durante muito tempo leva àquilo que nós em tempos chamámos, e aqui podemos chamar também, uma certa asfixia democrática. As pessoas têm de se libertar um bocado disso”, afirmou.

As próximas eleições para o parlamento açoriano decorrem em 25 de outubro.

Nas anteriores legislativas açorianas, em 2016, o PS venceu com 46,4% dos votos, o que se traduziu em 30 mandatos no parlamento regional, contra 30,89% do segundo partido mais votado, o PSD, com 19 mandatos, e 7,1% do CDS-PP (quatro mandatos).

O BE, com 3,6%, obteve dois mandatos, a coligação PCP/PEV, com 2,6%, um, e o PPM, com 0,93% dos votos expressos, também um.

O PS governa a região há 24 anos, tendo sido antecedido pelo PSD, que liderou o executivo regional entre 1976 e 1996.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.