Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO   Nacional   22 de Nov de 2007, 05:21

A qualificação de Portugal para a fase final do Europeu de futebol domina hoje as primeiras páginas da imprensa lisboeta, que destaca também o caso Esmeralda e a denúncia de abusos da administração fiscal face aos contribuintes.
O Jornal de Notícias realça na primeira página, tal como todos os matutinos lisboetas, fotografias relativas ao jogo Portugal-Finlândia (0-0) disputado quarta-feira à noite no Estádio do Dragão, no Porto.

    O jornal titula “Portugal no Euro 2008: Festa Sofrida”, destacando que um empate bastava para a selecção voltar a marcar presença numa fase final do Europeu, que terá a Áustria e Suíça como anfitriãs e que se realiza de 07 a 29 de Junho 2008.

    Sobre o jogo, o Público escreve “Sofrível até ao fim”, o Correio da Manhã titula “Empate garante presença no Euro” e o 24horas salienta “Foi Sofrer até ao fim”.

    “Uma década no topo” foi o título escolhido pelo Diário de Notícias, referindo que a selecção consegue quarto apuramento consecutivo para o Europeu de futebol desde 1996 (Inglaterra), 2000 (Bélgica e Holanda) e 2004 (Portugal).

    Na primeira página, o Público avança que “Provedoria de Justiça denuncia abusos da administração fiscal face aos contribuintes”.

    De acordo com o diário, um diagnóstico arrasador do estado da Direcção-Geral de Contribuições e Impostos foi revelado quarta-feira pela Provedoria de Justiça, tendo por base uma acção de inspecção realizada em 2006 a 11 serviços de finanças.

    Penhoras feitas para lá do prazo de prescrição das dívidas fiscais e contas bancárias totalmente congeladas são algumas das situações encontradas, acrescenta o Público.

    O Jornal de Notícias chama à primeira página “Médicos que seguem Esmeralda contra decisão do tribunal” de entregar menina ao pai biológico a seguir ao Natal.

    “Os médicos dizem que para a criança a ruptura com pais afectivos é um facto causal de doença mental”, escreve o JN.

    O matutino destaca também que “Ministério Público ganha na Relação caso EPUL” e uma entrevista ao presidente da Comissão Livro Branco, Monteiro Fernandes, na qual diz: “Ninguém propôs um novo Código do Trabalho”.

    O Diário de Notícias chama à primeira página “Lei contra crimes na Internet há cinco anos por aplicar”, realçando que a convenção europeia para o cibercrime foi assinada em 2001.

    Na capa, o matutino adianta ainda que um relatório -efectuado por pedopsiquiatras - critica entrega de Esmeralda ao pai biológico.

    “Guerra de patrões” escreve o Correio da Manhã na primeira página, adiantando que a Federação da Construção Civil e Obras Públicas, liderada por Filipe Soares Franco, exige a demissão de Francisco Van Zeller devido às declarações que fez sobre a Ota e a fuga ao fisco.

    O CM avança ainda que empresas de construção ameaçam sair da Confederação das Indústrias Portuguesas (CIP).

    “Esmeralda vai viver na casa dos pais da madrasta” e “Só quero que se faça justiça”, uma afirmação da ex-provedora da Casa Pia Catalina Pestana sobre alegados abusos na instituição, são outras chamadas de capa do CM.

    O 24horas faz manchete com o título “Este rapaz pode ser o miúdo raptado há 8 anos”, realçando uma fotografia tirada na Suíça de um jovem que “poderá ser Rui Pereira”, desaparecido em Março de 1999 em Famalicão.

    “Sargento à beira da falência por causa da luta por Esmeralda”, “Procurador-Geral da República ameaça demitir-se” e “Se houver novo interrogatório aos McCann será feito por um juiz inglês” são outros temas abordados no 24horas.

    O Diário Económico puxa para a capa “BCP quer Pinhal como CEO para aceitar fusão” com o BPI.

    De acordo com o económico, Filipe Pinhal disse que “o acordo pode ser anunciado a qualquer momento”.

    Na capa, o DE destaca ainda “Abertis ataca Brisa e já terá 18 por cento do capital”, “Choque petrolífero vai começar a ter impacto” e “Júdice é o novo presidente da AG da PT Multimédia”.

    “João Pereira Coutinho avança para a PTM” adianta o Jornal de Negócios na primeira página.

    O empresário disse ao JdN que quer ter “posição relevante na empresa”.

    O económico noticia ainda que “Espanhóis da Abertis aumentam posição na Brisa à revelia dos Mello” e “Portugueses gastam mais 48 euros em gasolina este ano”.

    A revista Visão destaca na sua edição de hoje uma entrevista ao Procurador-Geral da República, Pinto Monteiro, na qual “arrasa a lei que reduz os magistrados a funcionários públicos”.

    Na entrevista, o Procurador-Geral da República fala também sobre o caso Maddie, a operação Furacão e os alegados novos casos de abusos sexuais na Casa Pia.

    A revista Sábado realça na primeira página “Os 12 lugares mais bonitos de Portugal”, destacando uma fotografia do Poço da Alagoinha, na ilha das Flores, Açores.

    A qualificação de Portugal para a fase final do campeonato da Europa de 2008 em futebol, a realizar na Áustria e na Suiça, merece hoje natural destaque nas primeiras páginas dos jornais desportivos.

    “Estamos lá” é a manchete de A Bola, segundo a qual houve “Ansiedade e apoio total no Dragão rumo ao Euro2008”, durante o encontro que terminou com um empate sem golos entre Portugal e a Finlândia.

    A Bola fala ainda de um (seleccionador Luiz Felipe) Scolari zangado: “Eu é que sou o burro? Portugal qualifica-se e eu é que estou errado?”.

    A manchete do Record também dá uma ideia de alívio, com um esclarecedor “Uff… Estamos lá!”.

    O mesmo jornal não esquece que “Seleccionador abandona conferência de imprensa irritado com perguntas”.

    “Vamos!”, exclama O Jogo, jornal que destaca a estreia de Pepe com a camisola da selecção portuguesa e segundo o qual exibição realista põe Portugal na fase final do Euro.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.