Região vai estudar ossadas antigas


 

Pedro Lagarto   Regional   2 de Dez de 2007, 17:38

A Direcção Regional da Cultura e o Centro de Investigação de Recursos Naturais da Universidade dos Açores vão cooperar na identificação de vestígios humanos de contextos arqueológicos, promovendo o seu estudo e protecção.

O protocolo assinado teve a sua origem no interesse mútuo da Cultura e da Universidade,entidades envolvidas nas ossadas que são recuperadas em intervenções arqueológicos, sobretudo, naquelas que afectam edifícios religiosos e cemitérios antigos. Por um lado, estes vestígios enquadram-se no âmbito do património arqueológico, sob o qual a Direcção Regional da Cultura tem competências na gestão, estudo, protecção e divulgação, e por outro lado, nos objectivos do Centro de Investigação de Recursos Naturais da Universidade dos Açores, que tem como uma das suas metas desenvolver projectos de investigação interdisciplinares relacionados com a caracterização biológica das populações humanas dos Açores.

Questões referentes à origem e evolução das populações do arquipélago açoriano, assim como questões demográficas e epidemiológicas das populações antigas das ilhas podem ser abordadas com o estudo dos vestígios antropológicos açorianos, um trabalho inédito na Regiãi.

Para acolher este projecto, foi criado um laboratório de análises paleoantropológicas, com os recursos técnicos e humanos necessários para fazer face ao levantamento e estudo de vestígios esqueléticos humanos no contexto arqueológico.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.