NATO

Reforço militar no Afeganistão domina reunião da diplomacia

Reforço militar no Afeganistão domina reunião  da diplomacia

 

Lusa/AO Online   Internacional   3 de Dez de 2009, 06:55

O reforço da presença militar no Afeganistão domina a reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO, de hoje e sexta-feira em Bruxelas.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Aliança Atlântica, incluindo o ministro português Luís Amado, vão também discutir, entre outros temas, as prioridades do novo secretário-geral da NATO, Anders Fogh Rasmussen, e o projecto do novo conceito estratégico da organização, que deverá ser adoptado na cimeira prevista para o Outono de 2010, em Lisboa.

O tema da actualidade é, no entanto, o Afeganistão, com o assunto mais do que nunca na ordem do dia, depois de, na terça-feira, o presidente norte-americano, Barack Obama, ter anunciado o reforço da presença militar dos Estados Unidos, e de, na quarta-feira, Rasmussen ter anunciado que a Força Internacional de Assistência à Segurança (ISAF) no Afeganistão, comandada pela NATO, pode já contar com um reforço "de pelo menos" 5000 homens, além dos 30 000 anunciados por Washington.

Outro dos assuntos que será abordado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO será o projecto do conceito estratégico para a Aliança, que definirá o papel da organização no futuro, face às novas ameaças e desafios na cena mundial, e que será aprovado na cimeira da Aliança no próximo ano, a decorrer em Lisboa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.