Açoriano Oriental
Quatro partidos alcançam acordo para formar novo governo da Bélgica
Quatro partidos belgas alcançaram um acordo para formar um novo governo de direita, quase cinco meses depois das legislativas de maio, anunciou o líder dos liberais francófonos Charles Michel, que será o próximo primeiro-ministro da Bélgica.

Autor: Lusa/AO online

 

A nova coligação governamental será composta por três partidos flamengos – os nacionalistas da Nova Aliança Flamenga N-VA, vencedores das eleições legislativas de 25 de maio; os cristãos-democratas do CD&V e os liberais do Open VLD -, e um único partido francófono, o Movimento Reformador de Charles Michel.

Charles Michel, de 38 anos, torna-se num dos governantes mais jovens da Europa e o mais jovem líder na Bélgica desde 1840. Vai suceder no cargo ao socialista Elio di Rupo.

O acordo entre as quatro forças políticas é alcançado após vários meses de negociações, que conseguiram, no entanto, ser mais céleres do que o anterior processo em 2010. Na altura, os políticos belgas prolongaram por 18 meses as negociações para formar um governo nacional, o que foi considerado um recorde mundial.

Mas, o novo governo belga deverá enfrentar os mesmos problemas do passado, nomeadamente a divisão entre o lado flamengo (norte da Bélgica), tendencialmente mais conservador e considerado como a região mais rica do país, e a fação francófona (sul), considerada mais liberal.

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.