PSP fiscalizou este ano 534 mil condutores

PSP fiscalizou este ano 534 mil condutores

 

Lusa/AO Online   Nacional   25 de Ago de 2011, 07:35

A PSP fiscalizou de janeiro a julho mais de 534 mil condutores em Portugal e autuou ou deteve 6.600 pessoas por excesso de álcool no sangue, revelou hoje o comissário Paulo Flor, responsável das Relações Públicas.

Em declarações aos jornalistas ao início da madrugada em Portimão, durante uma operação “100% cool”, que tem decorrido em todo o país no âmbito de um protocolo celebrado com a Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE), Flor explicou que o objetivo da ação é “a prevenção” e a sensibilização dos jovens dos 18 aos 30 anos para não consumirem álcool quando conduzirem.

“Claramente a nossa pretensão é a prevenção, certamente que encontraremos condutores infelizmente alcoolizados. A PSP ao longo deste ano, até julho, já fiscalizou mais de 534 mil condutores, destes mais de 2.700 foram detidos por álcool e, destes, mais de 4 mil foram autuados por excesso de álcool no sangue”, adiantou o comissário.

Paulo Flor frisou que estes “são números que fazem pensar” porque “são 6.600 pessoas que este ano em Portugal foram autuadas ou detidas pela PSP, em áreas urbanas, sensíveis, onde os despistes, as colisões e os atropelamentos têm de facto consequências mortais”.

“E é nessa perspetiva que também pretendemos de alguma forma alertar, principalmente os condutores nesta faixa etária dos 18 aos 30 anos, que a responsabilidade começa tão cedo quanto possível e, acabando tarde, pelo menos que acabe com 0 por cento de álcool”, sublinhou.

Flores explicou que “a PSP desde o início do ano tem promovido este tipo de operações” e “este ano, no verão, entre 15 de Julho e 15 de Setembro, vai fazer mais de 60 operações dentro do ‘100% cool’, principalmente na ótica da prevenção”.

“E é nessa perspetiva que esta de Portimão acaba por ser mais uma das muitas operações que temos definidas e publicitado, porque garantidamente o nosso pressuposto é trabalhar a prevenção, mais do que a repressão”, afirmou, considerando que tem havido boa recetividade dos jovens da faixa etária dos 18 aos 30 anos, que, se tiverem zero por cento de álcool, recebem prémios em combustível ou outros da ANEBE.

Paulo Flor disse ainda que “independentemente de haver 534 mil condutores identificados, continua a haver um número inferior de detenções e autuações relativamente ao ano passado”.

“De facto estamos no bom caminho, ainda estamos longe daquilo que pretendemos que é evitar de todo este tipo de conduções, mas dos 18 aos 30 anos é uma faixa etária que permite trabalhar e melhorar este efeito nas nossas estradas”, acrescentou.

Na operação de hoje da PSP esteve presente o secretário de Estado Adjunto do Ministro da Administração Interna, Juvenal Silva Peneda, que considerou que “a razão de ser desta campanha é alertar os condutores para aquilo que não devem fazer”.

“Estamos numa época muito complicada, em que muitos concidadãos andam na estrada e aqui o apelo que faço é que conduzam com a maior cautela possível. Não é só álcool, há questões de velocidade, mas felizmente, de ano para ano, temos conseguido diminuir a sinistralidade, os últimos números também o confirmam, e isso depende do comportamento dos condutores”, afirmou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.