PSP detevem homem que se dedicava a roubar turistas asiáticas em Lisboa


 

Lusa/Ao online   Nacional   15 de Dez de 2018, 02:19

A PSP anunciou hoje a detenção de um homem que se dedicava a roubar turistas asiáticas em estabelecimentos de diversão noturna, na freguesia de Santa Maria Maior, em Lisboa.

Aos jornalistas, no Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis), em Moscavide, o comissário Nelson Ribeiro, da Divisão de Investigação Criminal de Lisboa da PSP, explicou que a detenção ocorreu em flagrante delito, num dos estabelecimentos de diversão noturna, acompanhado por uma das vítimas, alcoolizada, “a quem já tinha furtado o cartão [bancário]”.

Segundo a PSP o homem, estrangeiro, de 32 anos, foi detido na quarta-feira e é suspeito dos crimes de “roubo, burla informática, imigração ilegal, falsificação de documento e falsas declarações”.

De acordo com a polícia, o homem roubava mulheres de origem asiática depois de as levar a estabelecimentos de diversão noturna e as embriagar, tornando-as “incapacitadas, sem reação”.

“O homem aproximava-se de turistas, sozinhas, de origem asiática e metia conversa até que as levava a acompanhá-lo a alguns estabelecimentos. Entretanto, aproveitava-se dizendo que era necessário pagar o acesso a alguns desses estabelecimentos e levava-as até ao multibanco”, refere o comunicado.

No decurso da caminhada, “apercebia-se do código do cartão e voltavam depois aos estabelecimentos de diversão onde consumiam álcool, sobretudo as vítimas”, esclareceu o comissário.

O comissário da PSP adiantou que há relatos de algumas vítimas de “contactos sexuais”, estando a investigação a analisar também essas queixas.

O suspeito, que já cumpriu uma pena de prisão em Espanha por crimes semelhantes, estava a viver em Lisboa numa casa arrendada através de uma identidade falsa que utiliza há vários anos.

De acordo com a PSP, a atividade criminosa do homem em Portugal nos últimos dois meses, através do roubo a oito mulheres, ascende a cerca de 30.000 euros, tendo a polícia apreendido na busca domiciliária ainda dez doses de cocaína, 5.465 euros em numerário e 13 cartões de crédito de vítimas.

Depois de presente a um juiz de instrução criminal, o suspeito ficou em prisão preventiva.

De acordo com a PSP, no último trimestre registaram-se cerca de 60 queixas na freguesia de Santa Maria Maior, aquela que concentra a maior percentagem de alojamentos locais de Lisboa.

Segundo a polícia, desde o início do ano já foram detidas “mais de 40 pessoas” relacionadas com este tipo de criminalidade de que são vítimas turistas.

O comissário garantiu que “há uma preocupação constante em acompanhar sempre estes fenómenos ligados ao turismo”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.