PSD chama “engodo eleitoral” e “completa mentira” a projeto de aeroporto em Coimbra


 

Lusa/Ao online   Nacional   30 de Set de 2018, 03:59

 O PSD de Coimbra classificou este sábado como "engodo eleitoral" a proposta do socialista Manuel Machado de criar um aeroporto internacional em Coimbra, e avisou que "nunca apoiará" aquilo que considera ser uma falsidade e uma mentira.

"Trata-se de uma completa mentira [a proposta de Manuel Machado, presidente da câmara de Coimbra] sem qualquer sustentação técnica, económica ou operacional que já era conhecida dos responsáveis socialistas, mas que serviu unicamente de engodo eleitoral", refere o PSD em nota divulgada hoje.

Os sociais-democratas manifestam ainda discordância relativamente à possibilidade, avançada recentemente pelo PS de Coimbra, de criação de um aeródromo regional em Soure.

"O PSD Coimbra assumiu claramente que não apoia mais estudos nem gastos de dinheiros públicos - nacionais ou comunitários - num projeto falhado à nascença" que não reuniu o consenso regional com Viseu, Leiria, Aveiro, Guarda e Castelo Branco nem resulta de uma aposta estratégica nacional numa lógica de desenvolvimento integrado do território nacional", referem a estrutura dirigida por Nuno Freitas.

O "assunto aeroporto" dominou o "almoço de rentrée política" do PSD de Coimbra, realizado no restaurante do Aeródromo Bissaya Barreto, e que teve como convidado especial o comentador político Marques Mendes, que referiu na sua intervenção que "Coimbra marca passo" na comparação regional e no país, responsabilizando Manuel Machado por essa situação.

Em alternativa à proposta do presidente da Câmara de Coimbra, feita durante a campanha eleitoral das eleições autárquicas de 2017, os sociais-democratas defendem o investimento no atual aeródromo.

"O PSD Coimbra propõe o investimento no atual Aeródromo Bissaya Barreto com a inclusão de Coimbra na rota regional Bragança - Centro - Lisboa - Algarve (que teve em 2018 mais de 12000 passageiros até agora)", defendem os sociais-democratas.

A estrutura liderada por Nuno Freitas quer ainda "o reforço de projetos estratégicos de mobilidade inteligente e melhores transportes públicos em Coimbra", lembrando que defendeu publicamente a criação de "uma nova estação ferroviária multimodal com o MetroBus e os transportes municipais que substitua a atual estação de Coimbra-B e um novo plano de investimentos de transportes e mobilidade inteligente para Coimbra".




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.