Açoriano Oriental
Covid-19
PSD/Açores propõe criação de sistema de alerta e vigilância

O líder do PSD/Açores, José Manuel Bolieiro, defendeu esta quarta-feira a criação de um sistema de alerta e vigilância regional da epidemia de Covid-19 em todas as ilhas da região e o reforço da informação à população.

article.title

Foto: Eduardo Resendes
Autor: Lusa/AO Online

“Fica aqui o meu reforço para que haja efetiva proatividade e a concretização desta ideia para todos podermos trabalhar em uníssono na literacia da comunidade em geral para a saúde total, mas em particular com este processo epidemiológico com o coronavírus”, afirmou.

José Manuel Bolieiro falava, em declarações aos jornalistas, em Angra do Heroísmo, à margem de uma reunião com a administração do Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira, definido como hospital de referência nos Açores para tratamento de casos de Covid-19, no âmbito das jornadas parlamentares que o partido realiza na ilha.

O sistema de alerta e vigilância proposto pelos social-democratas prevê a aplicação de questionários de avaliação de risco e deteção precoce em todos os estabelecimentos de ensino, unidades de saúde e unidades de alojamento turístico do arquipélago, para permitir uma identificação precoce do potencial de risco de infeção.

“Felizmente, estamos a conviver com o retardamento epidemiológico e portanto não há nenhum caso. Esta é uma vantagem, até geográfica, que devemos aproveitar para informar, educar e preparar os serviços”, frisou.

Questionado sobre as medidas já tomadas pelo executivo açoriano, José Manuel Bolieiro reiterou apenas a necessidade de reforçar a informação à população, para que se possam “acautelar preventivamente os riscos desta propagação e criar condições de higiene, seja nas unidades de saúde, em ambiente escolar ou em ambiente de acolhimento de idosos”.

“Há coisas que estamos a propor que poderiam ter sido feitas, mas a verdade é que todos queremos dar um contributo. Quando muito direi: mais proatividade e mais envolvimento, para aproveitar esse retardamento e fazermos o que tem de ser feito. Não sabemos se o que podemos fazer é suficiente, mas não podemos deixar de fazer o que é indispensável”, apontou.

O dirigente social-democrata defendeu, por outro lado, que se criem condições para que a recolha de amostras para análise de casos suspeitos passe a ser feita em várias unidades de saúde do arquipélago, evitando a deslocação de utentes suspeitos para a ilha Terceira.

“Fora das situações clinicamente detetadas como necessárias para a deslocação, mais vale apostar numa procura de soluções que façam a recolha das amostras em cada uma das ilhas e depois as amostras virem para aqui em vez de fazer deslocar as pessoas. Creio que isso é racional e nós temos de apostar na racionalidade e na tranquilidade à população”, afirmou.

Atualmente, os utentes de outras ilhas com suspeita de infeção pelo novo coronavírus, que provoca a Covid-19, são transportados pela Força Aérea portuguesa para o Hospital da Ilha Terceira.

José Manuel Bolieiro manifestou ainda a disponibilidade do PSD para chegar a consensos no parlamento açoriano numa eventual necessidade de revisão orçamental, com vista ao reforço dos meios de combate a esta epidemia.

Detetada em dezembro, na China, a epidemia de Covid-19 já infetou mais de 120 mil pessoas em 120 países e territórios, tendo provocado mais de 4.300 mortos.

Segundo a Direção-Geral de Saúde, em Portugal existem 59 casos confirmados, que não abrangem as regiões dos Açores, Madeira e Alentejo.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.