PS/Madeira diz que deputados na AR serão responsabilizados


 

Lusa / AO online   Nacional   8 de Nov de 2007, 14:34

O PS/Madeira diz que os deputados eleitos pela região que decidiram rejeitar o apelo à abstenção da estrutura regional do partido e votar a favor do Orçamento de Estado serão responsabilizados, mas rejeitou situação de ruptura.
"O sentido de voto que foi indicado pelo PS/Madeira era aquele que, no seu entender, tinha uma estratégia vencedora em termos de Orçamento de Estado", disse à agência Lusa o secretário-geral dos socialistas madeirenses, Jaime Leandro.

Quarta-feira à noite, a direcção do PS/Madeira pediu aos três deputados eleitos pelos círculo desta região na Assembleia da República que se abstivessem na votação da proposta de Orçamento do Estado para 2008 na generalidade, contrariando o sentido de voto da bancada nacional do partido.

Este apelo motivou um "aviso" do líder do partido e primeiro-ministro, José Sócrates, sobre a importância de todos os deputados cumprirem a disciplina de voto para a governabilidade, adiantando que "o partido não brinca com esse assunto".

Os parlamentares madeirenses decidiram acatar este aviso do líder nacional, ignorando a indicação da direcção regional.

"Os senhores deputados da República entenderam que vão votar a favor. Se no final das contas forem atingidos os objectivos, isso é que importa, se esse não for o caso, assumirão as consequências como nós assumiremos as nossas", declarou Jaime Leandro.

Para o dirigente socialista regional, a posição dos deputados do PS/M na Assembleia da República "pode significar que estão optimistas quanto aos objectivos que o partido quer atingir" na região.

Garantiu que "esta posição de confronto não significa ruptura no relacionamento entre os deputados e a direcção do PS/Madeira".

"Vamos ver no final do processo em que dá e os diferentes intervenientes serão responsabilizados", sustentou Jaime Leandro.

Adiantou que "até dia 23 poderão ser encontrados pontos de convergência que sirvam os interesses da Madeira e dos madeirenses e esta é também a pretensão dos deputados da região na Assembleia da República".
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.