Programas de Rastreio Oncológico são exemplo de política de prevenção e de abrangência

Programas de Rastreio Oncológico são exemplo de política de prevenção e de abrangência

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   25 de Out de 2018, 16:00

O diretor regional da Saúde enalteceu esta quinta-feira, em Angra do Heroísmo, os programas de rastreio pela forma exemplar como têm sido implementados e pela taxa de cobertura territorial de 100%.



“Estes rastreios têm evidenciado mais valias junto da população açoriana, que apesar da condição arquipelágica, acede facilmente aos profissionais de saúde e tem depois um acompanhamento nas unidades de saúde mais diferenciado em termos de exames de diagnóstico, de tratamento e depois de follow-up nas consultas de seguimento”, disse Tiago Lopes, citado em nota do executivo, após uma reunião com o Conselho Consultivo de Combate à Doença Oncológica, acrescentando que "os resultados alcançados se devem a um esforço inegável por parte do Centro de Oncologia dos Açores".


O Centro de Oncologia dos Açores, entidade que coordena o programa de rastreios, tem em curso o Rastreio do Cancro da Mama, o Rastreio do Colo do Útero, o Rastreio do Colo-Retal e Rastreio da Cavidade Oral.


Referindo-se ao estudo das causas do cancro nos Açores, o diretor regional disse que os programas de rastreio serão importantes para perceber “a evolução das condições oncológicas dos utentes açorianos, e a partir do estudo serem retiradas ilações que permitam sustentar uma eventual redefinição das políticas de saúde”.


Do encontro com o Conselho Consultivo de Combate à Doença Oncológica, saiu também a definição da publicação do Registo Oncológico dos Açores dos últimos 20 anos, até ao final de 2018.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.