Primeira co-produção regional sobe ao palco do Coliseu Micaelense

Primeira co-produção regional sobe ao palco do Coliseu Micaelense

 

Lusa/ AO   Regional   25 de Out de 2007, 09:56

A primeira ópera de co-produção regional realizada nos Açores sobe ao palco do Coliseu Micaelense este fim-de-semana, um "espectáculo pioneiro" para o qual já foram vendidos cerca de mil bilhetes.
O director-geral do Coliseu Micaelense, José Andrade, indicou que a "Flauta Mágica", uma ópera de Mozart em dois actos, vai estar em cena sexta-feira e sábado, com um total de 50 artistas em palco.

    Para o encenador Carlos Otero, do Teatro Champs-Elysées de Paris, a colaboração entre artistas nacionais e locais tem sido "muito positiva", constituindo, por isso, uma "experiência enriquecedora".

    "A preparação dos dois espectáculos está a correr bem e os artistas estão todos entusiasmados", assegurou o encenador, referindo estar disponível para colaborar em futuras co-produções do género.

    A ópera de dois actos de Wolfang Amadeus Mozart, que se estreou em Viena em 1791, conta com a interpretação de 16 solistas nacionais, com acompanhamento musical da Orquestra de Câmara de Ponta Delgada e o Coro Bach, ambas formações artísticas da ilha de São Miguel.

    O espectáculo, com direcção musical a cargo de Andrew Swinnerton, da Escola Superior de Música de Lisboa, estreia-se numa semana em que o Coliseu Micaelense completou mil dias desde a reabertura em 2005, após obras de recuperação do edifício, localizado no centro de Ponta Delgada.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.