Alemanha

Presidente da Igreja Protestante demite-se após ter conduzido alcoolizada


 

Lusa / AO online   Internacional   24 de Fev de 2010, 15:02

A presidente do Conselho da Igreja Protestante na Alemanha (EKD) demitiu-se esta quarta-feira, após ter sido interceptada pela polícia ao volante do carro de serviço a passar um sinal vermelho com 1,54 g/l de álcool no sangue.
“No sábado passado cometi um grave erro, de que me arrependo profundamente, e não quero ignorar que a minha autoridade como chefe da Igreja Protestante foi abalada, o meu coração diz-me claramente que não posso continuar em funções, por respeito para comigo mesma”, afirmou hoje Margot Kaessman ao anunciar a sua demissão, em conferência de imprensa em Hannover.

O caso ocorreu no sábado à noite, no centro de Hannover, sede do bispado regional também dirigido por Margot Kaessmann.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.