Praia da Vitória reforça rede de ATL

Praia da Vitória reforça rede de ATL

 

Luís Pedro Silva   Regional   26 de Set de 2018, 17:11

O presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, destaca que a rede municipal de creches e CATL’s (Centro de Atividades Tempos Livres) disponibiliza cerca de 400 lugares para crianças em todo o concelho, numa resposta social e educativa efetiva às famílias.

A rede municipal tem uma capacidade máxima para 392 crianças, estando neste momento ocupados 305 lugares, deixando os restantes 87 disponíveis para as famílias, que ainda procuram estes serviços nas suas próprias localidades de residência.

Tibério Dinis lembra que o Município a que preside “tem e mantém uma rede municipal de creches e CATL´s, atualmente, composta por seis concessões a entidades privadas e duas geridas diretamente pela Câmara Municipal em colaboração com a Associação Salão Teatro Praiense

O presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, acompanhado da vereadora Raquel Borges, visitou as instalações da Creche e CATL da Vila das Lajes - “Estrelas e Ouriços” com o objetivode conhecer o serviço prestado pela nova concessionária, e assinalando assim o arranque do novo ano letivo nas valências oferecidas pela Câmara Municipal em parceria com ASTP.

“Neste momento, para além de virmos desejar a realização de um bom trabalho à nova concessionária da creche e CATL da Vila das Lajes, pretendemos, com esta visita, assinalar a resposta social e educativa que a Câmara Municipal da Praia da Vitória dá às famílias de todo Concelho. Pretendemos continuar e melhorar o serviço e as respostas, quer da rede concessionada de creches e CATL’s, quer das valências geridas diretamente pela Câmara Municipal. “Queremos continuar a dar uma resposta social e educativa efetiva às famílias com bebés (creches) e crianças (CATL’s), na sua respetiva freguesia de residência”, afirmou Tibério Dinis.

“A rede municipal de creches e CATL´s assume-se como uma resposta social e educativa fulcral para o incremento da qualidade e organização da vida das famílias praienses e das respetivas localidades”, considerou o presidente do município, realçando que “esta rede absorve e integra, a nível laboral, um número considerável de recursos humanos (educadoras; auxiliares de educação e encarregadas de serviços gerais) e que é alvo permanente de fiscalizações internas (através da ASTP), bem como externas (realizadas pelo Instituto de Segurança Social dos Açores)”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.