Onda Cultural do Cabo da Praia

"Potenciar a natureza como motor de desenvolvimento local é uma das prioridades no próximo ano"

"Potenciar a natureza como motor de desenvolvimento local é uma das prioridades no próximo ano"

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   27 de Nov de 2018, 19:30

Potenciar a natureza como motor de desenvolvimento local é uma das prioridades no próximo ano, da autarquia da Praia da Vitória. Esta ação integra a freguesia do Cabo da Praia, envolvida pelo ecossistema da orla costeira da Praia da Vitória.


A ideia foi transmitida pelo vereador da cultura, Carlos Armando Costa, no decorrer das comemorações da freguesia, que aconteceram no passado no domingo na Casa do Povo, integradas na Onda Cultural.


A prova de que a Praia da Vitória dispõe de potencialidades naturais únicas reside na atribuição do galardão de Município do Ano e que se estende à freguesia do Cabo da Praia, designadamente ao nível dos pauis que integram o concelho.


"A riqueza natural patente nesta freguesia é algo importante e que deve ser potenciado. O paul local – Paul da Pedreira, assume um papel importante na dinamização e desenvolvimento desta terra, pelo que deve continuar a ser potenciado. A par da industrialização é fundamental continuarmos a apostar em medidas que envolvam ambas as vertentes de forma harmoniosa e profícua", explicou o vereador citado em nota de imprensa.


Carlos Armando Costa recordou que “fomos recentemente galardoados com o prémio de Município do Ano, um trabalho reconhecido a nível nacional e que valoriza as especificidades naturais que nos caracterizam enquanto concelho, enquanto ilha. Acredito que estamos num bom caminho na promoção e valorização do que de melhor nos caracteriza como povo".


"O Cabo da Praia sempre teve um contributo importante na dinamização do concelho pela indústria e emprego gerados a nível local. Não nos podemos esquecer do peso económico associado a estas vertentes, um contributo essencial ao crescimento da Praia da Vitória", referiu.


No decorrer do encontro, o autarca ressalvou ainda a importância da história que caracteriza a própria freguesia, destacando o exemplo vivo do Forte de Santa Catarina.


"Geograficamente localizados junto à baía da Praia da Vitória, esta comunidade desempenhou um papel importante na defesa da nossa identidade como praienses e como heróis, nomeadamente na construção de um País mais justo e liberal. O Forte de Santa Catarina é um testemunho vivo disso mesmo, algo que nunca é demais lembrar", disse.


"Tal como nos relembra a história, somos capazes de vencer e construir um futuro que seja reconhecido pelas novas gerações, fruto do nosso empenho e trabalho. É fundamental que encaremos os desafios unidos e conscientes de que só assim é possível ultrapassar os obstáculos que caracterizam as sociedades atuais", concluiu.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.