Portugueses quiseram saber em 2012 no Google como emagrecer e... fazer bolo de chocolate

Portugueses quiseram saber em 2012 no Google como emagrecer e... fazer bolo de chocolate

 

Lusa/AO online   Nacional   12 de Dez de 2012, 13:54

Como emagrecer foi a pergunta mais pesquisada pelos portugueses no Google em 2012, ao mesmo tempo que bolo de chocolate foi a comida mais procurada.

De acordo com as listas do Google Zeitgeist 2012 - Portugal, o Europeu de Futebol foi a pesquisa mais popular, enquanto Luciana Abreu a personalidade mais popular procurada.

Cavaco Silva lidera o 'ranking' dos políticos mais pesquisados, ao passo que o futebolista Cristiano Ronaldo e o tenista Gustavo Lima a lista de atletas mais procurados.

Por equipas, o termo Benfica foi o mais pesquisado, enquanto a "Casa dos Segredos", da TVI, o programa de televisão.

Este ano, a Madeira foi o destino turístico sobre o qual os portugueses procuraram mais informação no Google, à frente de Paris ou Londres.

"Um Homem com Sorte", de Nicholas Sparks, e a comédia "Ted" foram, respetivamente, o livro e o filme mais pesquisados no motor de busca.

Já "Someone That I Used To Know", de Gotye, foi a música mais popular pesquisada.

A rede social Facebook surge na dianteira das aplicações mais procuradas, enquanto a Zara a marca de roupa.

Em tempo de crise, os portugueses quiseram saber como ganhar dinheiro, mas também como beijar. E, além de pretenderem saber como emagrecer ou perder barriga, quiseram respostas para o seu reverso: como engordar.

As pesquisas mais populares representam as palavras ou temas que revelaram um crescimento mais rápido em 2012.

O Google Zeitgeist é um serviço do Google que mostra as palavras mais pesquisadas de cada país, com os acontecimentos a influenciarem a busca.

O nome tem origem na palavra alemã Zeitgeist, que significa espírito do tempo, numa referência aos acontecimentos de determinada época.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.