Gripe A

Portugal passou a comportamento activo


 

Lusa / AO online   Nacional   19 de Nov de 2009, 14:07

Portugal alterou nos últimos quatro meses a resposta à gripe A, passando de um “misto de alerta e cepticismo” para um comportamento mais activo da sociedade contra a pandemia, segundo o director da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP).
“A partir de princípios de Julho, observou-se em Portugal uma alteração significativa na resposta social à gripe pandémica, tendo-se passado de um misto de alerta e cepticismo para uma considerável activação da sociedade quanto à necessidade de uma melhor preparação em face deste problema de saúde pública”, afirma Constantino Sakellarides, director da ENSP, no livro “Nós e a Gripe”, que será lançado hoje, em Lisboa.

Sakellarides exemplifica com as iniciativas tomadas por associações empresariais, desportivas, sindicatos, empresas, partidos políticos, escolas e associações de pais, entre outros, para colaborar e “preparar da melhor forma possível o futuro próximo”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.