Portugal está a tornar-se uma referência mundial no setor marítimo

Portugal está a tornar-se uma referência mundial no setor marítimo

 

Lusa/AO online   Economia   17 de Set de 2018, 20:00

A ministra do Mar disse, em Lisboa, que Portugal tem um conjunto de vantagens “competitivas e inegáveis” que levam o país a tornar-se uma referência mundial nos setores portuário e marítimo.

“Portugal é um país com uma longa tradição marítima que, com os arquipélagos dos Açores e da Madeira, retrata uma condição geoestratégica privilegiada para as principais rotas marítimas. Além disso, a segurança, estabilidade, competência e infraestruturas criam um conjunto de vantagens competitivas inegáveis que levam Portugal a tornar-se uma referência mundial nos setores portuário e marítimo”, disse Ana Paula Vitorino, na cerimónia de inauguração da Portugal Shipping Week.

No discurso enviado à Lusa, proferido no primeiro dos três eventos sobre as atividades ligadas aos oceanos que marcam a Semana Azul, ministra garantiu que o Governo está “extremamente empenhado” em melhorar a competitividade das indústrias marítima e marinha.

“Durante esta semana, Portugal torna-se o centro de discussão e de ‘networking’ [contactos] da indústria marítimo-portuária internacional e da comunidade marítima, convidando o mundo marítimo a descobrir o enorme potencial que este país oferece nestes setores, criando um momento privilegiado para estimular novas parcerias e negócios”, acrescentou.

Para Ana Paula Vitorino, a promoção dos setores portuário e marítimo “depende de uma abordagem múltipla e integrada”, em que as diversas partes têm de se reunir “para criar sinergias e demonstrar competitividade territorial”.

A Semana Azul decorre até sexta-feira com a continuação da Portugal Shipping Week, em simultâneo com o Seatrade Cruise Med 2018 (quarta e quinta-feira) e o Oceans Meeting (quinta e sexta-feira).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.