Açoriano Oriental
Portugal com mais 3.103 óbitos entre 01 de março e 05 de julho, diz INE

Portugal registou, entre 01 de março e 05 de julho, mais 3.103 mortes do que em igual período de 2019, um aumento relacionado com óbitos de pessoas com mais de 75 anos, segundo dados preliminares revelados esta sexta feira pelo INE.

Portugal com mais 3.103 óbitos entre 01 de março e 05 de julho, diz INE

Autor: AO Online/ Lusa

Segundo um relatório do Instituto Nacional de Estatística (INE), o número preliminar de óbitos, entre 01 de março e 05 de julho de 2020, foi superior em 3.103 relativamente a igual período de 2019, uma variação que resultou sobretudo do acréscimo significativo dos óbitos de pessoas com 75 e mais anos (+ 2.718).

Em relação ao mesmo período de 2018, verificaram-se este ano mais 1.629 óbitos, acrescentou.

Ainda segundo o INE, em 142 dos 308 municípios “o número de óbitos registados nas últimas quatro semanas, entre 08 de junho e 05 de julho, foi superior ao valor homólogo de referência (a média para o mesmo período em 2018 e 2019)”.

Nestes, há 28 municípios que se destacaram por registar um número de óbitos 1,5 vezes superior ao registado no período homólogo de referência.

Nos restantes 166 municípios, o número de óbitos registados nas últimas quatro semanas foi igual ou inferior ao observado no período de referência.

Estes dados estão numa análise hoje divulgada pelo INE relativamente à evolução da pandemia da covid-19 em Portugal, com enfoque nas 19 freguesias da Área Metropolitana de Lisboa em estado de calamidade e de acordo com dados concelhios, disponível em https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_destaques&DESTAQUESdest_boui=443697541&a....

O aumento do número global de óbitos neste período segue a linha do que a ministra da Saúde já tinha revelado no parlamento, em 01 de julho.

Na altura, Marta Temido afirmou que houve um excesso de mortalidade em Portugal de mais 9%, ou 2.973 óbitos, entre 01 de março, mês em que se iniciou a pandemia, e 21 junho, em comparação com o mesmo período de 2019.

O primeiro óbito oficial por covid-19 ocorreu em 16 de março.

"O dia 04 abril foi o que maior número de óbitos obteve para qualquer grupo etário neste período. De 14 de abril a 27 de abril, a mortalidade manteve-se dentro do esperado. De 27 de abril a 22 maio esteve frequentemente abaixo da linha de base", salientou então.

A ministra destacou também na altura que entre 23 a 30 maio, "durante um pico do calor, a mortalidade em geral subiu, chegando ao limite de confiança de 95% no dia 29 de maio".

 


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.