Portos dos Açores avalia estragos em infraestruturas nas Flores e no Pico


 

Lusa/AO Online   Regional   8 de Mar de 2019, 17:17

A empresa Portos dos Açores, que gere as infraestruturas portuárias do arquipélago, anunciou que vai fazer um levantamento dos estragos provocados pelo mau tempo nos portos das Lajes das Flores e das Lajes do Pico.

"Em vista com estes trabalhos está a avaliação necessária para eventuais intervenções de reabilitação a efetuar naquelas duas infraestruturas portuárias, estando, para já, em causa averiguar o estado real dos referidos portos e da sua estabilidade estrutural, incidindo o levantamento topo-hidrográfico a desenvolver nas respetivas zonas envolventes dos molhes de proteção, nos canais de acesso e nas bacias interiores", adiantou a empresa pública, em comunicado de imprensa.

O levantamento topo-hidrográfico e tridimensional dos dois portos já foi adjudicado e destina-se a "promover uma aferição rigorosa dos estragos" provocados por duas tempestades em novembro de 2018 e pela depressão 'Kyllian', em fevereiro de 2019.

Segundo a Portos dos Açores, será feito um "levantamento tridimensional dos mantos dos molhes de proteção recorrendo a uma sonda multi-feixe e a um laser de varrimento lateral", sendo o prazo de execução de 55 dias.

A empresa já tinha anunciado, em dezembro, que pretendia efetuar uma avaliação do estado dos mantos de proteção dos portos das Lajes das Flores e das Lajes do Pico, na sequência das tempestades 'Carlos' e 'Diana', ocorridas em novembro, que provocaram "ondas de altura significativa na ordem dos 12 metros e com períodos de vaga à volta dos 20 segundos".

A Portos dos Açores admite, no entanto, que os estragos provocados em novembro possam ter sido "agravados" pela ondulação forte registada em fevereiro, aquando da passagem da depressão 'Kyllian' pelo arquipélago.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.