Pólonia poderá adoptar o euro en 2012-13

Pólonia poderá adoptar o euro en 2012-13

 

Lusa / AO online   Economia   5 de Nov de 2007, 10:32

A Polónia poderá adoptar a moeda única europeia em 2012-2013, declarou esta segunda-feira o vencedor das eleições legislativas na Polónia e futuro primeiro-ministro, Donald Tusk.
"O euro pode entrar em vigor na Polónia em 2012-13", declarou o chefe do partido liberal Plataforma Cívica que deverá ser em breve indigitado primeiro-ministro, ao diário Gazeta Wyborcza.
"O meu governo tudo fará para que a Polónia responda aos critérios da adesão ao euro", acrescentou.
Sublinhou no entanto, que a decisão definitiva só será tomada após análises ao impacto da adesão à moeda única nos rendimentos dos polacos.
O governo conservador cessante anunciara no passado que a Polónia cumprirá em 2009 os critérios de convergência indispensáveis para adoptar o euro.
Mas os irmãos Kaczynski no poder, largamente eurocépticos, não tinham avançado uma data para a adesão.
Ao entrar em Maio de 2004 na União Europeia, a Polónia e nove outros estados membros comprometeram-se a adoptar a moeda comum logo que as condições o permitissem. Até agora, entre estes dez países, só a Eslovénia se juntou ao euro.
A demissão formal do gabinete conservador cessante Jaroslaw Kaczynski é esperada esta segunda-feira à tarde.
Se o presidente Lech Kaczynski, irmão gémeo do primeiro-ministro cessante, se recusasse a nomear  Donald Tusk primeiro-ministro, a Dieta (câmara baixa do parlamento) poderia nomeá-lo daqui a pouco mais de duas semanas.
A Plataforma Cívica (PO) venceu confortavelmente as eleições legislativas do 21 de Outubro. Com o seu aliado centrista PSK, a PO dispõe de uma maioria de 240 lugares nos 460 da Dieta.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.