Polícia Marítima portuguesa resgata 70 migrantes ao largo da Grécia

Polícia Marítima portuguesa resgata 70 migrantes ao largo da Grécia

 

AO Online/ Lusa   Nacional   11 de Ago de 2019, 02:52

A equipa da Polícia Marítima (PM) em missão na Grécia resgatou, entre sexta-feira e este sábado, 70 migrantes, dos quais 14 crianças, 26 mulheres e 30 homens, informou hoje aquela instituição.

Num nota enviada à agência Lusa, a PM informa que o primeiro resgate foi efetuado na madrugada de sexta-feira, quando a equipa da Viatura de Vigilância Costeira da Polícia Marítima detetou um bote, pelas 05:17, tendo passado as coordenadas à equipa na embarcação "TUBARÃO", que efetuou a sua interceção pelas 05:30, em frente ao cabo de Karokas.

Os 35 migrantes que se encontravam no bote, dos quais nove crianças, 15 mulheres e 11 homens, foram transferidos para a embarcação da Polícia Marítima e transportados até ao porto de Skala Skamineas, onde desembarcaram em segurança e foram entregues às autoridades gregas.

Durante a madrugada de hoje, a Polícia Marítima efetuou o segundo resgate, de mais 35 migrantes, dos quais cinco crianças, 11 mulheres e 19 homens, que se encontravam a bordo de um bote detetado pela equipa da Viatura de Vigilância Costeira da Polícia Marítima, pelas 06:06, e intercetado pela embarcação "TUBARÃO" pelas 06:08, entre o cabo de Karokas e Tsonia.

Os migrantes foram transferidos para a embarcação da Polícia Marítima e desembarcaram em Tsonia, em segurança, tendo também sido entregues às autoridades gregas.

Durante estes dois resgates, a Viatura de Vigilância Costeira da Polícia Marítima detetou ainda outros dois botes, um deles na madrugada de sexta-feira, com 50 migrantes e outro na madrugada de hoje, com 47 migrantes, tendo transmitido as coordenadas à guarda costeira grega, que efetuou o resgate, uma vez que os meios e a equipa da Polícia Marítima se encontravam em missão.

Também esta madrugada, a Guarda Nacional Republicana (GNR) resgatou 24 migrantes, no mar Egeu, ao largo da costa grega, ao abrigo da missão da agência europeia Frontex, anunciou aquela força.

As 24 pessoas resgatadas são seis crianças, duas delas recém-nascidas, seis mulheres e 12 homens.

Os militares distribuíram “alimentos e águas aos migrantes, dado que estes apresentavam sinais visíveis de desidratação”, antes de os embarcarem e transportarem para o porto de Vathy.

Já na sexta-feira, a GNR tinha prestado socorro a outros 102 migrantes à deriva no mar Egeu, em duas operações distintas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.