PJ detém falsários


 

Lusa/AOonline   Nacional   21 de Nov de 2008, 15:31

A Polícia Judiciária (PJ) de Leiria anunciou hoje a detenção de sete pessoas e a apreensão de 60 mil euros falsos em Albergaria-a-Velha, naquela que terá sido uma das maiores apreensões de moeda europeia falsa este ano.
 Em comunicado, o Departamento de Investigação Criminal de Leiria da PJ revelou que os sete detidos, “com idades compreendidas entre os 30 e 60 anos”, são suspeitos da “prática dos crimes contrafacção e passagem de moeda falsa de concerto com o falsificador”.

    Fonte da PJ adiantou à agência Lusa que os detidos, “alguns com antecedentes criminais e das mais variadas profissões, residem em Leiria, Figueira da Foz e no Norte do País”.

    A mesma fonte esclareceu que a detenção dos arguidos “ocorreu quinta-feira, em Albergaria-a-Velha, numa área de serviço da Auto-estrada 1, local onde estava programada a transacção dos euros falsos”.

    “Foi apreendido o dinheiro falso, dinheiro válido, que serviria para a compra da moeda falsa, dois carros e telemóveis”, explicou o responsável da Judiciária.

    A mesma fonte afirmou que foram também apreendidas “três barras, com um total de oito quilos, de um metal dourado que serviria, ao que tudo indica, para banhar artigos que depois passariam por objectos em ouro”.

    A PJ admite que “o dinheiro falso era feito na cidade de Leiria, possivelmente de forma caseira”, mas ainda não deu por concluída a investigação, iniciada há cerca de um mês.

    Os arguidos vão ser presentes ainda hoje ao juiz de instrução criminal do Tribunal Judicial Leiria, devendo os interrogatórios prosseguir durante o dia de sábado.

    Só depois será conhecida a eventual aplicação de outras medidas de coacção.

   

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.