Peditório da Liga Portuguesa Contra o Cancro nas ruas de 1 a 4 de novembro

Peditório da Liga Portuguesa Contra o Cancro nas ruas de 1 a 4 de novembro

 

Lusa/AO online   Regional   22 de Out de 2012, 17:10

A Liga Portuguesa Contra o Cancro realiza o seu peditório nacional de 1 a 4 de novembro, a "mais importante" fonte de financiamento para dar resposta aos pedidos de apoio cada vez "mais frequentes", anunciou a LPCC.

Dados enviados à agência Lusa indicam que o peditório de 2011 registou uma quebra de 3,29% relativamente ao ano anterior, tendo ficado nos 1.670.625 euros.

O presidente da Liga, Carlos Oliveira, apela à solidariedade dos portugueses no peditório, um instrumento muito importante para angariação de fundos.

“A solidariedade social para com os doentes com cancro e suas famílias é uma orientação estratégica prioritária da Liga Portuguesa Contra o Cancro. Seja também solidário e contribua para o Peditório Anual”, salienta Carlos Oliveira.

O peditório decorre em todo o país e os voluntários estarão em locais distintos, como centros comerciais, igrejas, cemitérios, supermercados e ruas de comércio tradicional.

Segundo a Liga, esta iniciativa é também um “veículo privilegiado” para a divulgação das atividades da Liga.

Os fundos angariados anualmente permitem à LPCC cumprir os seus objetivos e garantir a continuidade dos projetos: Apoio ao doente oncológico e familiares, promoção da educação para a saúde do público, rastreio do cancro da mama, cuidados paliativos e domiciliários, apoio psico-emocional, investigação científica e formação de profissionais de saúde.

A Liga Portuguesa Contra o Cancro promove a prevenção primária e secundária do cancro, o apoio social e a humanização da assistência ao doente oncológico e a formação e investigação em oncologia.

O financiamento das suas atividades e programas tem como base o peditório macional.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.