Pedidos de subsídio nos EUA sobem inesperadamente

Pedidos de subsídio nos EUA sobem inesperadamente

 

Lusa/AO Online   Economia   20 de Ago de 2010, 08:14

O número de pedidos de subsídio de desemprego na última semana nos Estados Unidos subiu para o nível mais alto desde novembro, fazendo aumentar a incerteza sobre o comportamento da economia norte-americana no segundo semestre.

O número de pedidos de subsídio subiu inesperadamente em 12 mil, para os 500 mil na semana que terminou no dia 14 deste mês, superando as expetativas da média dos 42 economistas ouvidos pela Bloomberg, que previam um valor entre 460 mil e 395 mil.

No mesmo dia, a Reserva Federal do Estado de Filadélfia anunciou que o índice económico geral foi negativo em agosto, sinalizando uma contração.

"Há uma bandeira vermelha a ser agitada e essa bandeira diz 'Perigo'", explicou um economista senior no banco de investimentos Wells Fargo, na Carolina do Norte, à Bloomberg.

"O crescimento vai ser lento na segunda metade do ano e podemos enfrentar alguma coisa mais do que isso", disse, referindo-se ao perigo de a economia norte-americana voltar a cair em recessão no final do ano.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.