PCP/Açores pede mais rendimento e menos despesas para as famílias açorianas

PCP/Açores pede mais rendimento e menos despesas para as famílias açorianas

 

Lusa/AO Online   Regional   6 de Set de 2019, 17:09

O aumento do rendimento laboral e a redução das despesas das famílias, soluções para a habitação e investimento em infraestruturas agrícolas e piscatórias são algumas das propostas do PCP/Açores para o orçamento da região para 2020.

Em declarações aos jornalistas no final da audição com o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, acerca do Plano e Orçamento para 2020, Rui Teixeira, do PCP/Açores, adiantou que o aumento do rendimento do trabalho na região e a redução das despesas das famílias, “nomeadamente em termos de eletricidade”, foram algumas das questões levantadas pelo partido.

O antigo candidato à Câmara de Ponta Delgada afirmou que “será necessário começar a estudar algumas soluções do ponto de vista da habitação”, admitindo que “é difícil, mas quanto mais cedo se começar a estudar, mais cedo” serão encontradas “soluções que sejam adequadas”.

Rui Teixeira apontou ainda a necessidade de investir na Inspeção Regional do Trabalho e “no combate à precariedade”, bem como “nos caminhos agrícolas, em alguns portos de pesca e no abastecimento de água à lavoura”.

O partido preconiza também a contratação de pessoal para a administração pública “em serviços que ainda são carenciados”.

O PCP deixou “uma palavra de valorização da SATA e dos transportes marítimos [Atlânticoline], enquanto companhias públicas”.

“Sabemos que, enquanto forem companhias públicas, o serviço será melhor e mais barato para quem mora cá”, concretizou.

O presidente do Governo dos Açores está hoje a receber em Ponta Delgada os parceiros sociais e os partidos políticos sobre a preparação das propostas do Plano e Orçamento para 2020, que serão apresentadas à Assembleia Legislativa Regional em outubro.

Vasco Cordeiro está acompanhado nos encontros pelo vice-presidente do Governo dos Açores, Sérgio Ávila, que tutela a área orçamental.

Após esta ronda de audições, a anteproposta de Plano e Orçamento para 2020 será aprovada em Conselho de Governo, a que se seguirá, no final deste mês, a reunião do Conselho Económico e Social da Região Autónoma dos Açores.

Depois de recolhidos os diversos pareceres do Conselho Económico e Social e dos Conselhos de Ilha, o Governo dos Açores reunir-se-á em Conselho para aprovar as propostas de Plano e Orçamento, que serão entregues, no final do mês de outubro, na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.