Açoriano Oriental
PCP/Açores diz que Orçamento da região não resolve problemas a médio e longo prazo

O deputado do PCP no parlamento dos Açores, João Paulo Corvelo, considerou esta quinta-feira que a proposta do executivo socialista de Plano e Orçamento para 2020 não abarca "soluções" para os problemas da região a médio e longo prazo.

article.title

Foto: PCP/A
Autor: Lusa/AO online

O deputado do PCP no parlamento dos Açores, João Paulo Corvelo, considerou hoje que a proposta do executivo socialista de Plano e Orçamento para 2020 não abarca "soluções" para os problemas da região a médio e longo prazo.

"Da análise e do debate até agora realizado em torno dos importantes documentos que são o Plano e Orçamento regionais para o ano de 2020, resulta para nós que uma vez mais problemas sérios e graves para a região ou não encontram as mais adequadas soluções ou se persiste em manter soluções inadequadas e que a médio-longo prazo não só não resolverão os problemas como os agravarão ou trarão ainda outros novos a juntar aos já existentes", considerou o comunista.

O deputado único do PCP falava na intervenção final da discussão do Plano e Orçamento dos Açores para 2020, debate parlamentar que se iniciou na terça-feira e se conclui na sexta-feira.

Referindo-se posteriormente ao caso da operadora aérea SATA, "empresa estruturante" para os Açores, Corvelo declarou que "mercê de opções políticas e estratégicas erradas" a companhia tem-se transformado numa "situação preocupante".

"A resolução que o Governo [Regional] encontra e propõe como solução salvadora é a privatização de parte substancial do seu capital social. Isto numa primeira fase, pois não é preciso ser adivinho para se saber que processos desta natureza nunca se ficam somente pela fase inicial de privatização", acrescentou o deputado.

Depois, o comunista sublinhou que "neste momento continua sem solução minimamente aceitável o abastecimento e o escoamento da produção, nomeadamente da produção agro-pecuária", nas ilhas das Flores e Corvo após a destruição do porto das Flores com a passagem furacão "Lorenzo" no passado mês de setembro.

E concretizou: "A necessidade de reforçar os meios de transporte para o grupo Ocidental é imperiosa e infelizmente não vislumbramos o empenhado esforço por parte do Governo [Regional] que as circunstâncias obrigam".

Saúde, Educação e Cultura são também áreas que exigem uma redobrada ação e esforço do executivo, acrescentou ainda o parlamentar do PCP.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.