Açoriano Oriental
Parlamento Europeu aprova Comissão Europeia de Von der Leyen

O Parlamento Europeu aprovou hoje, em Estrasburgo, o colégio da nova Comissão Europeia liderado por Ursula Von der Leyen, que iniciará assim funções no próximo domingo, 1 de dezembro.

article.title

Foto: EPA/PATRICK SEEGER
Autor: Lusa/AO Online

O novo executivo comunitário, no qual a comissária designada por Portugal, Elisa Ferreira, será responsável pela pasta da Coesão e Reformas, foi aprovado pelos eurodeputados com 461 votos a favor, 157 contra e 89 abstenções, num total de 707 votos expressos.

A Comissão Von der Leyen, que sucede à Comissão Juncker, iniciará assim no primeiro dia de dezembro um mandato de cinco anos, com um mês de atraso relativamente à data inicialmente prevista, que se deveu à rejeição de três comissários (de França, Hungria e Roménia) pela assembleia, no quadro do processo de audições aos comissários designados.

Esta é a primeira Comissão Europeia liderada por uma mulher, tendo Von der Leyen quase assegurado a paridade de género que pretendia para o executivo, que é assim constituído por 12 comissárias do sexo feminino e 15 comissários do sexo masculino.

O colégio da Comissão é constituído, pelo menos para já, por 26 comissários, além da presidente Von der Leyen, já que o Reino Unido, apesar de ainda pertencer à União Europeia, face à nova extensão do ‘Brexit’, rejeitou designar um comissário antes das eleições gerais agendadas para 12 de dezembro.

Entre os partidos portugueses representados na assembleia europeia, PS, PSD e CDS votaram favoravelmente o colégio da nova Comissão, enquanto Bloco de Esquerda e PCP votaram contra e o PAN absteve-se.

No quadro do novo ciclo institucional resultante das eleições europeias de maio passado, além da nova Comissão Europeia, em 01 de dezembro também iniciarão funções o novo presidente do Conselho Europeu, o belga Charles Michel, e o novo Alto Representante da UE para a Política Externa, o espanhol Josep Borrell, que sucedem respetivamente ao polaco Donald Tusk e à italiana Federica Mogherini.

Já em funções desde julho está o novo presidente do Parlamento Europeu, o italiano David Sassoli, que sucedeu ao seu compatriota Antonio Tajani.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.