Papa aceita demissão de bispo acusado de encobrir padres pedófilos

Papa aceita demissão de bispo acusado de encobrir padres pedófilos

 

Lusa/AO Online   Internacional   17 de Dez de 2009, 10:44

O papa aceitou a demissão do bispo irlandês de Limerick (oeste), Donal Murray, acusado pelo relatório Murphy de ter reagiado de modo "indesculpável" ao esconder informações sobre crianças vítimas de abusos sexuais de padres, anunciou hoje o Vaticano.

O relatório Murphy, divulgado no final de Novembro após três anos de investigações, revelou como a Igreja Católica da Irlanda tinha encoberto abusos sexuais de padres da região de Dublin contra centenas de crianças durante vários decénios.

A 11 de Dezembro, o papa apresentou desculpas pelos abusos sexuais sobre crianças realizados por membros do clero, qualificando de "crimes abomináveis" os actos dos padres irlandeses pedófilos encobertos pela sua hierarquia.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.