Orçamento russo deficitário pela primeira vez em dez anos

Orçamento russo deficitário pela primeira vez em dez anos

 

Lusa/AO Online   Internacional   24 de Dez de 2008, 10:05

O Orçamento de Estado para 2009 na Rússia será deficitário pela primeira vez nos últimos dez anos, anunciou hoje Arkadi Dvorkovitch, assessor do Presidente.

“O défice deve-se à queda dos preços do petróleo e o lógico será utilizar os recursos acumulados no Fundo de Reserva para cobri-lo”, assinalou Dvorkovitch e recordou que o citado fundo foi justamente criado para esse fim.

    O Fundo de Reserva foi criado pelo Governo russo para amealhar meios financeiros provenientes da exportação de petróleo e gás, numa altura em que os seus preços eram altos nos mercados internacionais, tendo acumulado mais de 400 mil milhões de dólares.

    O assessor de Dmitri Medvedev para assuntos económicos teve dificuldade em citar números concretos, mas o diário económico Vedomosti, citando fontes do Ministério das Finanças, escreve hoje que o défice poderá constituir 05 por cento do Produto Interno Bruto em 2009.

    Porém, segundo fontes do Ministério do Desenvolvimento Económico da Rússia, o défice deverá situar-se entre 03 e 06 pc do PIB.

    Arkadi Dvorkovitch não excluiu a possibilidade de o ser país ter de recorrer a meios financeiros externos para superar as consequências da crise financeira global.

    “Não se exclui a possibilidade teórica" de empréstimos, adimitiu.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.