Orçamento Participativo dos Açores com 39 projetos vencedores

Orçamento Participativo dos Açores com 39 projetos vencedores

 

Lusa/AO online   Regional   10 de Out de 2019, 18:02

Trinta e nove projetos, mais 10 do que em 2018, venceram a edição deste ano do Orçamento Participativo dos Açores, abrangendo áreas desde o Turismo à Inclusão Social, anunciou o Governo Regional.


As 39 propostas integram-se nas áreas temáticas do Turismo, com dois projetos, do Ambiente, com quatro, da Cultura, com sete, da Inclusão Social, com oito, e da Juventude, com 18 projetos, divididas por 13 no tema da Cidadania e cinco em Hábitos de Vida Saudável.

De âmbito ilha, registaram-se 35 propostas vencedoras, sendo duas da Graciosa, três de Santa Maria, três de São Jorge, três do Faial, três das Flores, quatro do Pico, quatro do Corvo, seis de São Miguel e sete da Terceira.

De âmbito regional, foram quatro as propostas vencedoras, das quais duas na Cultura, uma na Inclusão Social e uma na Juventude – tema Cidadania.

Na sessão de apresentação dos vencedores, em Ponta Delgada, o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, considerou que o Orçamento Participativo regional é uma "história de sucesso", com cada vez mais antepropostas apresentadas, pelo que está previsto um aumento das verbas para o projeto.

"O Orçamento Participativo dos Açores é uma história de sucesso, comprovável por diversos indicadores, desde logo o número de antepropostas apresentadas. Em 2019, já ultrapassámos a barreira das 550 antepropostas, quando, em 2018, tinham sido cerca de 320", declarou.

Se a nível nacional cerca de 1% da população votou no Orçamento Participativo, no caso da região o valor foi de 4%, destacou ainda Vasco Cordeiro.

No próximo ano, asseverou, vai ser reforçado o valor afeto a esta medida, assim como alargadas as áreas em que poderão ser apresentadas propostas.

Além disso, o Governo Regional decidiu reforçar, em cerca de 200 mil euros, a verba do Orçamento Participativo dos Açores 2019, "para que mais propostas das mais votadas pelos açorianos, em cada uma das ilhas, possam ser concretizadas".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.